icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/06/2014
18:04

Laís Souza deu nesta segunda-feira mais uma boa notícia para o mundo esportivo. Além do fim do coma do ex-piloto alemão Michael Schumacher, a esquiadora recebeu alta do Jackson Memorial Hospital, em Miami (EUA), após quatro meses, e poderá prosseguir o tratamento em casa, na mesma cidade. Ela se acidentou gravemente no dia 27 de janeiro deste ano, em Salt Lake City, quando se preparava para disputar os Jogos de Inverno em Sochi (RUS). Como consequência, sofreu um trauma na terceira vértebra da coluna cervical e perdeu os movimentos.

– A Laís seguirá em Miami, em um apartamento custeado pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), já que vem sendo submetida a protocolos de tratamentos experimentais. Ela ficou internada durante quatro meses e sair do hospital é mais uma conquista – afirmou Antônio Marttos Júnior, médico brasileiro da Universidade de Miami que coordena o tratamento.

Embora não houvesse testemunhas no local, a suspeita é de que ela tenha se chocado com uma árvore. Na Olimpíada, a ex-ginasta competiria no esqui estilo livre. A atleta chegou até mesmo a correr risco de morte. Por tudo isso, ela não escondeu a satisfação por voltar para casa depois do período sombrio que viveu.

– Foi um alívio sair do hospital, pois eu já estava lá há muito tempo. Vir para casa significa muito, como, por exemplo, poder comer a comida feita pela minha mãe, receber meus amigos, poder passear e sentir o sol. Agradeço todo o apoio que tenho recebido e as orações, o que têm sido de grande importância para mim – disse.

O processo de recuperação da brasileira vem ocorrendo aos poucos. Após a internação, em março, ela voltou a respirar e se alimentar sem a ajuda de aparelhos e retomou os movimentos do braço direito, além de mostrar sensibilidade em outras partes do corpo.