icons.title signature.placeholder Caio Carrieri e Felipe Bolguese
21/06/2014
09:11

O jogo é da Copa do Mundo, mas quatro jogadores se sentirão em família às 16h deste sábado no Castelão, durante a partida entre Alemanha e Gana, pela segunda rodada do Grupo G: os irmãos Jérome Boateng, Kevin-Prince Boateng e André Ayew e Jordan Ayew.

Jérôme (zagueiro) e Kevin-Prince (meia) nasceram na Berlim Ocidental, mas vão se enfrentar pela segunda Copa seguida. A primeira vez aconteceu nas oitavas da África do Sul, com vitória germânica por 1 a 0.

O meio-campista naturalizado ganês, do Shalke 04 (ALE), até atuou pelas seleções de base do seu país de origem, mas acabou dispensado por questões disciplinares. Reserva na derrota por 2 a 1 para os Estados Unidos na estreia por problemas físicos, ele pode ser titular nesta tarde. Já Jérôme Boateng, do Bayern de Munique (ALE), é titular absoluto de Joachim Löw.

- Isso é uma história à margem, porque nem discutimos entre nós. Prince Boateng não foi titular no primeiro jogo, mas acredito que desta vez será. Nós conhecemos os pontos fortes dele, mas o encontro dos dois não é discutido entre nós - afirmou o treinador.

Do lado dos Estrelas Negras, os irmãos não são adversários, mas parceiros. Filhos do lendário Abedi Pelé, considerado um dos melhores jogadores da história de Gana, André e Jordan, este último estreante em Copas e reserva, têm laços entre si no torneio além do sangue.

- Jogar com meu irmão é fantástico, porque não é todo mundo que tem essa oportunidade. Mas não é uma questão dos irmãos Ayew ou Boateng. O importante é que consigamos vencer o jogo. Nós vamos morrer pelo nosso país para deixar os ganeses orgulhosos - disse André, que disputou quatro partidas na última competição.

Do quarteto de atletas, Jérôme e sua Alemanha lideram a chave com três pontos (supera Estados Unidos no saldo de gols) e garantirão a classificação para próxima fase em caso de vitória em Fortaleza (CE). Já Kevin-Prince, André e Jordan correm o risco de serem eliminados se perderem a segunda partida consecutiva e houver empate ou triunfo dos norte-americanos diante de Portugal, neste domingo, às 19h (horário de Brasília), em Manaus.