icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/03/2014
23:06

Os jogadores do Palmeiras creditaram o único gol da vitória sobre a Portuguesa, marcado por Juninho, ao técnico Gilson Kleina. O lateral-esquerdo balançou a rede em uma jogada ensaiada: em cobrança de falta perto da área, Wesley rolou e ele bateu forte, rasteiro. O lance foi exaustivamente treinado, inclusive na véspera do confronto. E o comandante tomou tapas como "agradecimento".

- O gol saiu pelo treinamento. Não é de hoje que treinamos essa falta. Avisei que a equipe da Portuguesa é muito alta, porque dos cinco da barreira o mais baixo tem 1,88m. Falei que próximo da área é difícil, tem que rolar. As coisas aconteceram, eles lembraram, e na hora de dar tapa na minha cabeça teve um que deu de mão fechada. Quero ver o replay, está doendo até agora (risos). Mas não é mérito meu, tenho que trabalhar jogada ensaiada - disse o comandante alviverde.

Outro que teve participação importante no triunfo desta quinta-feira foi o goleiro Fernando Prass, um dos destaques da equipe até aqui. Ele fez ao menos três grandes defesas que evitaram o empate da Lusa.

- Faz alguns jogos que ele tem grandes atuações. Hoje não é só um excelente goleiro, mas nosso líder e capitão. Converso muito com ele sobre os sentimentos e os objetivos do grupo. Quando ele fala com o grupo, vemos um respeito mútuo. Um grande clube começa por um grande goleiro, e temos hoje um grande goleiro - completou Kleina.

Líder do Grupo D com 29 pontos, o Palmeiras não só garantiu sua classificação antecipada ao mata-mata como também se consolidou como primeiro colocado de sua chave.

Palmeiras bate Portuguesa e mantém invencibilidade como mandante