icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/11/2013
15:02

Morreu na manhã desta quarta-feira o nadador brasileiro Pedro Nicolas da Silva, de apenas 13 anos. Segundo a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), ele era uma grande promessa da natação brasileira.

A entidade que administra os esportes aquáticos no Brasil divulgou uma nota oficial lamentando a morte do atleta, que foi atropelado na terça-feira. Este ano, Pedro conquistou duas medalhas de prata no Trofeu José Finkel infantil.

Confira a nota da CBDA na íntegra

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) lamenta o falecimento nesta manhã do jovem nadador Pedro Nicolas Sena da Silva, de 13 anos (9/04/2000), uma das maiores promessas da natação do Norte do país. Pedro foi atropelado na véspera (3ª feira, 12/11), quando se dirigia ao Clube Álvares Cabral, em Vitória/ES, para a disputa do Troféu Maurício Bekenn, o Brasileiro Infantil de Natação.

Com fraturas nas duas pernas, um braço e maxilar, o nadador do Clube Nilton Lins/Miguel de Cervantes, do Amazonas, não resistiu aos ferimentos. Em junho deste ano, Pedro conquistou duas medalhas de prata no Brasileiro Infantil de Inverno / Troféu Ruben Dinard, em São Paulo, nas provas dos 100m e 200m borboleta. No Troféu Maurício Bekenn, Pedro estava com o segundo tempo de inscrição nos 200m borboleta.

A CBDA, em nome de toda a comunidade aquática brasileira, envia aos pais, parentes e ao treinador de Pedro, Leandro Freire, os mais sinceros votos de estima e consideração.

Haverá um minuto de silêncio em homenagem ao jovem nadador manauara durante as finais de todo o Troféu Maurício Bekenn, que vai até o sábado (16/11), no Espírito Santo.