icons.title signature.placeholder Alexandre Braz
07/02/2015
23:28

Josi e Elize Maia contra Maria Clara e Carolina. Está será a final da sétima etapa do Circuito Banco do Brasil Open de vôlei feminino, que está sendo realizado na arena montada na praia de Cabo Branco, em João Pessoa (PB).

A primeira dupla a garantir vaga na finalíssima foi Josi e Elize. A dupla, formada há cinco meses, venceu Ághata e Bárbara Seixas, por 2 sets a 1, parciais de 19 x 21, 24 x 22, e 15 11, no tie-break. A decisão acontecerá na manhã deste domingo, a partir das 9h (de Brasília).

A segunda dupla a entrar em quadra e se garantir na decisão foi Maria Clara e Carolina. As irmãs perderam o primeiro set, mas conseguiram e virar para 2 a 1, chegando a mais uma decisão. As duas jogadoras continuam na briga pelo título da temporada.

JOSI E ELIZE RADIANTES COM PRIMEIRA FINAL DA PARCERIA

Na primeira partida da semifinal, Josi e Elize Maia começaram bem, mas perderam o primeiro set. No segundo, Ághata e Bárbara Seixas saíram na frente, mas no fim, viram as adversárias se superarem e levarem o jogo para o tie-break. Nele, Josi e Elize foram superiores, venceram e foram para a primeira final da parceria. Feliz pelo resultado, Elize falou do momento importante na carreira das duas.

- Estou muito emocionada. Na verdade nós estamos crescendo juntas. Aceitamos as qualidades os defeitos e vamos tentar consertar, tentar melhorar. Essa cumplicidade só tem nos dado coisas positivas... Esta união tem feito a diferença. A Josi fez uma partida incrível, ela foi em quase todas as bolas. Nos mantivemos concentradas e isto fez a diferença - disse Elize.

Emocionada, Josi afirmou que a proximidade de alcançar o sonho de chegar à final atrapalhou um pouco durante o jogo. Porém, a catarinense ressaltou que a cumplicidade entre a dupla foi fundamental para a equipe triunfar.

- O que vocês assistiram hoje (sábado) foi a realização de um sonho. Foram seis anos em busca deste objetivo (chegar a uma final) consegui. Realizar um sonho que é tão difícil, pois aqui no Brasil temos o campeonato mais difícil do mundo, é algo incrível para mim. Estávamos perto de alcançar este sonho e ansiedade chegou a atrapalhar. A paciência fez a diferença neste jogo, nós duas combinamos muito. A Elize tem um bom bloqueio, que me ajuda na defesa, temos um bom passe e um bom bloqueio... Só precisamos ter paciência para não erramos quando não pudermos - disse Josi.

ISABEL ELOGIA ADVERSÁRIA

Treinadora de Maria Clara e Carolina, Isabel, mãe das jogadoras, elogiou a postura e o voleibol apresentado por suas comandadas na semifinal.

- Era um jogo super difícil, pois a Fernanda e Taiana estão jogando muito, fizeram grande jogo para chegar semifinal. Soubemos ser equilibrados, mas cometemos erros no primeiro set, que foram frustrante. Isso gera irritação na equipe Mas depois eles conseguiram colar a cabeça no lugar e se recuperaram - disse a treinadora.

PÚBLICO LOTA ARENA

O público compareceu em grande número. Com a Arena lotada, um fila de pessoas de aproximadamente cem metros ainda ficou formada no portão de entrada por fãs que desejam uma vaga para acompanhar o jogo.

* O repórter viaja a convite da CBV (Confederação Brasileira de Vôlei).