icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/12/2013
08:57

O diário inglês "Daily Mail" traz em sua edição desta quinta-feira revelações de que o ambiente entre a direção do Tottenham e o ex-técnico do clube, André Villas-Boas não era dos melhores. O português foi demitido na última segunda-feira, após a goleada sofrida para o Liverpool por 5 a 0.

Segundo a publicação, o relacionamento entre o diretor-técnico Franco Baldini e Villas-Boas não era bom. O motivo seria a insatisfação do treinador com as contratações feitas pelo dirigente.

Villas-Boas estaria contrariado com a chegada de quatro nomes, dos sete que foram contratados pelo presidente do Tottenham, Daniel Levy, para esta temporada. Dos que chegaram, apenas Paulinho, Capoue e Soldado tinham o aval do treinador.

E MAIS:

Drogba destaca importância de José Mourinho em sua carreira
Bayern de Guardiola ganha força com a filosofia do 'tiki-taka' espanhol

De acordo com o "Daily Mail", Villas-Boas teria pedido as contratações de João Moutinho, Hulk e David Villa. Mas acabaram chegando Lamela, Chadli, Chiriches e Eriksen. Estes custaram um total de 67 milhões de euros (R$ 214,61 milhões).