icons.title signature.placeholder Alexandre Braz e Paulo Victor Reis
23/07/2014
12:21

O apoiador Jorge Wagner recebeu uma proposta de um clube japonês e deve deixar o Botafogo. O jogador, juntamente com seu empresário, Antônio Gustavo, estudam a possibilidade de deixar o Rio de Janeiro e a decisão deve ser tomada entre esta quarta e quinta-feira. Como está na reserva desde que Vagner Mancini chegou ao clube, a diretoria do clube não irá dificultar a saída do jogador.

A reportagem do LANCE!Net apurou que o meia, de 35 anos, está propenso a aceitar a proposta dos japoneses. Jorge veio para o Botafogo depois de ficar três anos no Kashiwa Reysol, também do Japão. A boa fase que viveu lá anima o jogador a retornar para a Ásia.

Como tem salários atrasados para receber, Jorge negocia com a diretoria do Botafogo o recebimento destes débitos para definir seu futuro. Como é dono dos seus direitos econômicos, o clube não deve receber nada para liberá-lo.

Contratado ainda no fim de 2013, quando o time ainda era comandado por Oswaldo de Oliveira, que deu aval para a vinda dele, Jorge Wagner começou o ano como uma das principais referências do time comandado por Eduardo Hungaro. No entanto, caiu de rendimento com a má fase do time e perdeu a posição de titular. Ao todo, o meia disputou 21 jogos com a camisa alvinegra até aqui e marcou três gols.

Como membros da diretoria e o técnico Vagner Mancini haviam dito anteriormente, o Botafogo só contrataria novos reforços caso algum membro do elenco atual deixasse o clube. E a saída de Jorge Wagner se encaixa neste contexto, já que os dirigentes estão acertando a vinda do peruano Cachito Ramírez, do Corinthians.