icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/07/2014
00:01

Com dois gols e uma assistência, o veterano Paulo Baier decidiu, e o Criciúma venceu o Fluminense por 3 a 2 na noite desta quarta-feira, no Estádio Heriberto Hulse, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Tigre chegou a abrir 3 a 0, com tento de Serginho, mas Conca e Matheus Carvalho com dois gols em dois minutos diminuíram o prejuízo tricolor.

Com o resultado, o Tricolor estacionou nos 16 pontos, caindo para a quarta colocação, e ainda pode sair do G-4 dependendo dos resultados até o fim da rodada. Já o Tigre subiu para a 13ª posição, com 11 pontos conquistados. Os dois times voltam a campo no próximo domingo para mais uma rodada do Brasileirão. Enquanto o Flu recebe o Santos, às 18h30, no Raulino de Oliveira, o Tigre vai até Curitiba, onde enfrenta o Atlético-PR na Arena da Baixada, no mesmo horário.

JOGO TRUNCADO E PÊNALTI INEXISTENTE

Nos primeiros 45 minutos da primeira etapa teve poucas chances claras até o lance do pênalti - inexistente - que originou o gol do Criciúma. Apenas três finalizações tinham sido dadas, sendo todas do Fluminense. O Tricolor teve mais a posse de bola, controlou as ações da partida, mas esbarrou numa marcação acirrada do Tigre, que parava o jogo com muitas faltas, principalmente no setor central. A principal opção ofensiva da equipe do técnico Cristovão Borges foi a bola área, quando Cícero, Henrique e Walter estiveram próximos de marcar. Já o Criciúma explorava os lançamentos longos e a velocidade de Silvinho.

Aos 40 minutos, o gol do Criciúma nasceu de uma jogada que o veterano Paulo Baier tropeçou na própria perna dentro da área e o árbitro Rodrigo Raposo enxergou um toque faltoso do estreante Henrique, que chegava atrasado na jogada. Os jogadores do Flu pouco reclamaram, o próprio camisa 10 do Tigre foi para a cobrança e soltou uma bomba no meio do gol, sem chance para Cavalieri, que caiu no canto direito. No lance seguinte, o Tricolor quase empatou, mas Carlinhos, cara a cara com o goleiro Luiz, chutou por cima.

CRICIÚMA AMPLIA, FLU REAGE, MAS NÃO CONSEGUE O EMPATE

O Fluminense voltou para o segundo tempo em cima do Criciúma em busca do empate. Com o jovem Matheus Carvalho no lugar de Walter, Cristovão tentou dar mais mobilidade ao ataque tricolor. Em vão. O Tigre manteve a estratégia do primeiro tempo de se fechar atrás e sair com bolas longas e ampliou o placar logo aos 13 minutos, quando Cavalieri fez duas boas defesas, mas nada pôde fazer no rebote que Paulo Baier, sozinho, apenas empurrou para o fundo da rede.

Se com 2 a 0 no placar a situação do Fluminense estava difícil, piorou aos 21 minutos, quando mais uma vez o veterano camisa 10 do Criciúma apareceu. Desta vez, Paulo Baier cobrou falta com capricho na cabeça do volante Serginho que, livre de marcação, só escolheu o canto, sem qualquer chance para o goleiro tricolor. A partir daí, o Flu se lançou ao ataque em busca de diminuir o prejuízo, e conseguiu com dois gols relâmpagos: o primeiro aos 38 e o segundo aos 40.

Primeiro, Conca recebeu de Wágner dentro da área, limpou o lance para a perna esquerda e tocou rasteiro, por baixo do goleiro Luiz, diminuindo para o Flu. O Criciúma ainda assimilava o golpe, quando menos de dois minutos depois, Bruno recebeu lançamento e, de primeira, levantou na área para Matheus Carvalho, que escorou para o fundo da rede, relançando o Fluminense na partida em busca do empate que, àquela altura, seria heroico. Mas não deu tempo para mais, vitória do Criciúma em casa.

FICHA TÉCNICA
CRICIÚMA 3 X 2 FLUMINENSE

Local: Heriberto Hülse, em Santa Catarina (SC)
Data/Hora: 16/7/2014 – 22h
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Auxiliares: Marrubson Melo Freitas (DF) e José Reinaldo Nascimento Júnior (DF)
Público e Renda: 9.577 presentes / R$ 129.790,00
Cartões Amarelos: Escudero, Eduardo (CRI); Rafael Sobis, Carlinhos (FLU)
Cartões Vermelhos: -

Gols: Paulo Baier, aos 40'/1ºT (1-0) e aos 13'/2ºT (2-0); Serginho, aos 21'/2ºT(3-0); Conca, aos 38'/2ºT (3-1); Matheus Carvalho, aos 40'/2ºT (3-2)

CRICIÚMA: Luiz; Eduardo, Fábio Ferreira, Escudero e Cortez; Serginho, João Vitor, Rafael Costa (Ricardinho, 35'/2ºT) e Paulo Baier (Martinez, 43'/2ºT); Silvinho e Bruno Lopes (Cristiano, 27'/2ºT) - Técnico: Wagner Lopes

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Henrique e Carlinhos; Jean, Cícero (Kenedy, 19'/2ºT), Wágner e Conca; Rafael Sobis e Walter (Matheus Carvalho, Intervalo) - Técnico: Cristovão Borges