icons.title signature.placeholder Frederico Ribeiro e Thiago Fernandes
icons.title signature.placeholder Frederico Ribeiro e Thiago Fernandes
25/07/2013
02:01

No meio de uma resposta, quando ninguém esperava, os jogadores do Atlético-MG invadiram a sala de coletiva do técnico Cuca para molhar o treinador com espumante e água. Cuca ficou todo molhado e não levou na esportivo. Anestesiado pela grande vitória na carreira, o treinador ainda ouviu de alguns atletas: 'Não é azarado não', afirmou jogadores, que logo deixaram o local.

- Se hoje perde no pênalti, volta tudo o azarado, Atlético-MG é azarado, sou azarado. Mas não é porque ganhei agora que tenho sorte. O trabalho da gente foi bem conduzido. O que melhor na vida foi ter paciência, colho aqui no Atlético o que plantei. São dois anos de trabalho, não tive paciência igual em outros lugares - afirmou o treinador, que teve que ficar de pé depois do banho.

LEIA MAIS:
> 'Voltei ao Brasil para isso', diz Ronaldinho após o título
> Herói da Libertadores, Victor destaca dificuldades do Atlético-MG
> Bernard celebra título, mas não garante permanência no Atlético-MG
> Wallpaper Atlético Mineiro Campeão da Copa Libertadores da América
> Torcedores do Atlético-MG pulam catracas e geram confusão no Mineirão
> Atlético-MG vence título mais importante e tudo começou nos 6 a 1
> Cuca comemora título e 'alívio' por deixar de ser azarão
> Editor do L! analisa campanha vitoriosa do Galo na Liberta

Depois, a coletiva prosseguiu normalmente, mas até que Bernard, Leleu e Michel voltaram a atacar e Cuca brincou, fingindo perder paciência:

- Agora acabou - disse o treinador, para correr atrás dos seus atletas.

Veja os gols do Galo campeão da Libertadores 2013

No meio de uma resposta, quando ninguém esperava, os jogadores do Atlético-MG invadiram a sala de coletiva do técnico Cuca para molhar o treinador com espumante e água. Cuca ficou todo molhado e não levou na esportivo. Anestesiado pela grande vitória na carreira, o treinador ainda ouviu de alguns atletas: 'Não é azarado não', afirmou jogadores, que logo deixaram o local.

- Se hoje perde no pênalti, volta tudo o azarado, Atlético-MG é azarado, sou azarado. Mas não é porque ganhei agora que tenho sorte. O trabalho da gente foi bem conduzido. O que melhor na vida foi ter paciência, colho aqui no Atlético o que plantei. São dois anos de trabalho, não tive paciência igual em outros lugares - afirmou o treinador, que teve que ficar de pé depois do banho.

LEIA MAIS:
> 'Voltei ao Brasil para isso', diz Ronaldinho após o título
> Herói da Libertadores, Victor destaca dificuldades do Atlético-MG
> Bernard celebra título, mas não garante permanência no Atlético-MG
> Wallpaper Atlético Mineiro Campeão da Copa Libertadores da América
> Torcedores do Atlético-MG pulam catracas e geram confusão no Mineirão
> Atlético-MG vence título mais importante e tudo começou nos 6 a 1
> Cuca comemora título e 'alívio' por deixar de ser azarão
> Editor do L! analisa campanha vitoriosa do Galo na Liberta

Depois, a coletiva prosseguiu normalmente, mas até que Bernard, Leleu e Michel voltaram a atacar e Cuca brincou, fingindo perder paciência:

- Agora acabou - disse o treinador, para correr atrás dos seus atletas.

Veja os gols do Galo campeão da Libertadores 2013