icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/04/2014
11:54

O volante Jason Silva, do Colo Colo, passou a noite na prisão por ter pisado, cuspido e esfregado em suas genitais uma bandeira da Universidad de Chile. O fato ocorreu durante o clássico entre os dois clubes, no último domingo, pelo Torneio Clausura chileno. O Colo Colo venceu por 1 a 0 e ficou próximo de conquistar o título nacional.

Silva foi detido em flagrante ainda dentro do Estádio Nacional, em Santiago. Após passar a noite na cadeia, teve de se apresentar a um juiz nesta segunda-feira. Após depoimento, o volante ficou em liberdade provisório. Silva ainda será julgado e poderá pegar uma pena de um ano e meio a três anos de prisão. Isso sem falar nas punições esportivas.

O episódio envolvendo Jason Silva ocorreu após o término do jogo. Os jogadores cocacolinos comemoravam, quando uma bandeira de "La U" foi jogada na direção do jogador. O volante perdeu a cabeça e começou a chutar, pisar e cuspir no emblema rival. Por fima, pegou a bandeira e passou em suas partes íntimas. Os policiais, após receberem denúncia, já esperavam o jogador na porta do vestiário.

Silva ficou detido em uma cela individual comum de uma delegacia de Santiago. Não ficou com os outros presos por temor de que houvesse entre eles um torcedor da Universidad de Chile. Segundo a imprensa chilena, o local tinha apenas um banco de madeira para que o volante se acomodasse durante a noite.