icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/07/2013
07:00

Apresentado nessa semana, o volante Jocinei, de 23 anos, chega ao Corinthians após ter sido observado na Série A2 do Paulistão, na campanha do vice-campeonato do Rio Claro. O jogador é a mais nova aposta dos "caçadores de talento", que buscam jogadores jovens e de pouca idade a baixos valores, acumulando mais sucessos do que fracassos desde 2010.

Espalhados pelo interior de São Paulo e do Brasil, muitos jogadores chegaram ao clube de Parque São Jorge com a esperança de entrar para a história. Entre a lista dos vencedores aparecem Paulinho, então revelação do Bragantino em 2010, que chegou inicialmente por empréstimo. Nesse mês, o volante foi vendido ao Tottenham (ING) e rendeu R$ 28,5 milhões ao Timão.

Também apostas de 2010, o zagueiro Leandro Castán e o volante Ralf (contratados junto ao então Grêmio Barueri), além do meia Bruno César (contratado junto ao Santo André), também conseguiram brilhar com a camisa alvinegra. O zagueiro foi negociado com a Roma (ITA) em 2012 por cerca de R$ 13 milhões, enquanto o meia saiu um ano antes, para o Benfica (POR). Mas nem todos caíram nas graças da Fiel. Naquele mesmo ano, Moacir chegou como revelação do Sport (PE). O lateral-direito, porém, não se firmou e pouco jogou pelo clube.

Já em 2011, as apostas que deram certo foram no zagueiro Wallace (ex-Vitória), no atacante Willian (ex-Figueirense) e no polivalente Edenilson (ex-Caxias-RS). Já jovens como o lateral-direito Weldinho (ex-Paulista), o meio-campista Nenê Bonilha (ex-Paulista) e o goleiro Renan (ex-Avaí) foram decepções, embora o primeiro tenha tido uma boa participação na conquista do Brasileirão daquele ano.

No último ano, quando o Timão conquistou a Libertadores e o Mundial, o Alvinegro contratou o zagueiro Felipe (ex-Bragantino), o meia Vitor Júnior (ex-Atlético-GO), o atacante Gilsinho (ex-Júbilo Iwata, do Japão), o meia Chiquinho (ex-Ipatinga), o lateral Rodinei (ex-Avaí), o atacante Adilson (ex-XV de Piracicaba) e o meia-atacante Romarinho (ex-Bragantino). O último virou herói na Libertadores. O restante fracassou - menos Felipe, o único que ainda busca um lugar ao sol.

Além de Jocinei, nessa temporada, o Timão aposta no goleiro Walter (ex-União Barbarense) e está prestes a anunciar o zagueiro Cleber, de 22 anos, que jogou o Paulistão pela Ponte Preta. Todos incógnitas, que chegam desconhecidos. Que caminho vão seguir?

Nota da Redação:No período, o clube contratou muitos outros jogadores, mas já rodados e conhecidos no território nacional. A contratação de Jucilei, ex-Corinthians Paranaense, foi em 2009.

Apresentado nessa semana, o volante Jocinei, de 23 anos, chega ao Corinthians após ter sido observado na Série A2 do Paulistão, na campanha do vice-campeonato do Rio Claro. O jogador é a mais nova aposta dos "caçadores de talento", que buscam jogadores jovens e de pouca idade a baixos valores, acumulando mais sucessos do que fracassos desde 2010.

Espalhados pelo interior de São Paulo e do Brasil, muitos jogadores chegaram ao clube de Parque São Jorge com a esperança de entrar para a história. Entre a lista dos vencedores aparecem Paulinho, então revelação do Bragantino em 2010, que chegou inicialmente por empréstimo. Nesse mês, o volante foi vendido ao Tottenham (ING) e rendeu R$ 28,5 milhões ao Timão.

Também apostas de 2010, o zagueiro Leandro Castán e o volante Ralf (contratados junto ao então Grêmio Barueri), além do meia Bruno César (contratado junto ao Santo André), também conseguiram brilhar com a camisa alvinegra. O zagueiro foi negociado com a Roma (ITA) em 2012 por cerca de R$ 13 milhões, enquanto o meia saiu um ano antes, para o Benfica (POR). Mas nem todos caíram nas graças da Fiel. Naquele mesmo ano, Moacir chegou como revelação do Sport (PE). O lateral-direito, porém, não se firmou e pouco jogou pelo clube.

Já em 2011, as apostas que deram certo foram no zagueiro Wallace (ex-Vitória), no atacante Willian (ex-Figueirense) e no polivalente Edenilson (ex-Caxias-RS). Já jovens como o lateral-direito Weldinho (ex-Paulista), o meio-campista Nenê Bonilha (ex-Paulista) e o goleiro Renan (ex-Avaí) foram decepções, embora o primeiro tenha tido uma boa participação na conquista do Brasileirão daquele ano.

No último ano, quando o Timão conquistou a Libertadores e o Mundial, o Alvinegro contratou o zagueiro Felipe (ex-Bragantino), o meia Vitor Júnior (ex-Atlético-GO), o atacante Gilsinho (ex-Júbilo Iwata, do Japão), o meia Chiquinho (ex-Ipatinga), o lateral Rodinei (ex-Avaí), o atacante Adilson (ex-XV de Piracicaba) e o meia-atacante Romarinho (ex-Bragantino). O último virou herói na Libertadores. O restante fracassou - menos Felipe, o único que ainda busca um lugar ao sol.

Além de Jocinei, nessa temporada, o Timão aposta no goleiro Walter (ex-União Barbarense) e está prestes a anunciar o zagueiro Cleber, de 22 anos, que jogou o Paulistão pela Ponte Preta. Todos incógnitas, que chegam desconhecidos. Que caminho vão seguir?

Nota da Redação:No período, o clube contratou muitos outros jogadores, mas já rodados e conhecidos no território nacional. A contratação de Jucilei, ex-Corinthians Paranaense, foi em 2009.