icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/04/2014
14:27

A cidade de Rio Bonito, na região metropolitana do Rio de Janeiro, recebeu, na noite desta sexta-feira, o Shooto Brasil 47, e o show foi protagonizado por uma família. Na primeira edição do evento no município, destaque para os irmãos Guilherme e Rafael Viana, que voltaram para casa com duas vitórias marcantes por finalização no primeiro round, sobre Christiano Monteiro, na luta principal, e Carlos Batista, respectivamente. Na co-luta principal, o experiente Lincon Sá derrotou o promissor Maycon Boca na decisão unânime dos juízes.

O combate meio-pesado (até 93kg) entre Guilherme Viana e Christiano Monteiro foi promovido a principal depois que, na última quinta-feira, o suíço Peter Mettler confirmou sua saída do card, no qual enfrentaria Marcelo Costa. Viana, de 27 anos, entrou embalado pela vitória do irmão Rafael, dois anos mais velho, e não deu chances. Após levar a luta para o solo, encaixou o mata-leão e finalizou. Essa foi seu primeiro compromisso depois de perder nas eliminatórias do reality show The Ultimate Fighter Brasil 3 para Antônio "Cara de Sapato".

- Foi uma vitória muito importante para mim. Consegui me recuperar dessa eliminação mostrando meu nível, mostrando que não me abati. Vou mostrar luta por luta que eu mereço estar no UFC - comemorou o atleta da Ruas Vale-Tudo, que teve em seu córner Pedro Rizzo.

Bruno Korea consegue virada espetacular e atleta da casa conquista melhor luta
Duas lutas do Shooto 47 foram especialmente marcada pela emoção. Depois da abertura do evento com uma finalização relâmpago de Kauê Fernandes sobre Emanuel de Souza, com uma chave de braço aos 22 segundos, Bruno Korea, da TFT, e Luis Buda, da Dell, progatonizaram um espetáculo de trocação. No primeiro round, amplo domínio para Buda, que esteve muito próximo por três vezes de nocautear. Orientado pelo corner, Korea tomou a iniciativa no segundo assalto, prensou o adversário na grade, e conseguiu derrubar, para então encaixar um lindo triângulo de mão aos 2min42seg.

Representante de Rio Bonito, o colombiano Alejandro Hoyos enfrentou o promissor Matheus Naccache, que manteve o domínio nos três rounds com quedas, knockdowns e golpes no chão. Com muito coração, Hoyos aguentou os 15 minutos e ambos conquistaram o prêmio de melhor luta da noite, eleita pelo presidente do Shooto Brasil, André Pederneiras. Por finalização, além de Rafael e Guilherme Viana, Guilherme Doin, Ronaldo Cândido e Felipe Fróes alcançaram seus triunfos, enquanto Walmir Bidu venceu Ederson Moreira por nocaute técnico.

Shooto Brasil 47
Sexta-feira, 4 de abril
Complexo Poliesportivo Bonitão - Rio Bonito (RJ)

Resultados das Lutas
K1: Douglas Santana derrotou Caio Ávila na decisão dos juízes
Kauê Fernandes finalizou Emanuel de Souza com uma chave de braço aos 22 segundos do 1º round
Bruno Korea finalizou Luís Felipe Buda com um triângulo de mão aos 2min42seg do 2º round
Guilherme Doin finalizou Rodrigo Bulldog com um katagatame aos 1min35seg do 1º round
Matheus Nacache derrotou Alejando Hoyos na decisão unânime dos juízes
Elton Costa derrotou Ronald Martins na decisão unânime dos juízes
Ronaldo Cândido derrotou Jon Linneker com um katagatame aos 1min2seg do 1º round
Walmir Bidu derrotou Ederson Moreira por nocaute técnico aos 4min57seg do 1º round
Felipe Fróes derrotou Lucio Hantaru com um katagatame aos 4min38seg do 1º round
Rafael Gaúcho derrotou Carlos Batista com um triângulo de mão aos 2min44seg do 1º round
Lincon Sá derrotou Maycon Boca na decisão unânime dos juízes
Guilherme Viana finalizou Christiano Monteiro por mata-leão no 1º round