icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
09/04/2014
08:00

Apesar de querer terminar a polêmica sobre o local do Gre-Nal de domingo até esta terça, o Internacional deixou o assunto se estender até esta quarta-feira. Hoje pela manhã o clube irá enviar para o Ministério Público e demais autoridades os laudos necessáios para a liberação do Beira-Rio. Mas já trabalha com um plano B.

O Colorado precisa enviar documentos ao Corpo de Bombeiros, para que o Plano de Prevenção Contra Incêndio seja liberado. Algo que era esperado nesta terça, mas foi prometido para esta quarta pela manhã. Ainda que o Beira-Rio tinha sido inaugurado com festividades no fim de semana, ainda não há a confirmação que poderá ser utilizado.

Os pontos que são exigidos pelos Bombeiros envolvem um tipo de portão que fecha de cima para baixo, automaticamente, que não é no padrão exigido pelos profissionais. Há também laudos sobre a membrana e os guarda-corpos. Fora o entorno, que também precisará receber tratamento especial. A segurança da torcida visitante é um dos pontos que a Brigada Militar analisa para a liberação. E ainda há muitas obras na volta do estádio colorado.

Por isso, há pessoas que acreditam que o jogo acontecerá no Estádio Centenário, como o presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Novelletto. O Inter já tem reservas em hotéis em Caxias do Sul para caso tenha que jogar na Serra gaúcha e contatou o Caxias para uso do estádio.

- Não incomoda (a indefinição). Queremos jogar muito no Beira-Rio. É a nossa casa. Foi inaugurada com um grande espetáculo. Mas não sabemos aonde vamos jogar. Se for aqui, em Caxias ou outro lugar, temos que fazer nosso papel. Temos a vantagem, mas precisamos jogar para ser campeões - comentou o volante Willians.