icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/06/2014
08:32

A torcida do Internacional está certamente dividida. E por muitos fatores. Primeiro, por torcer pela Seleção Brasileira no duelo com o Chile, neste sábado, às 13h. Depois, por querer o sucesso de Aránguiz no time de Jorge Sampaoli. E por último, em pensar que uma queda da seleção chilena significaria o retorno do meio-campista. Ainda que pelo menos uma semana depois.

O clube gaúcho confirmou que vai conceder ao apoiador um período de férias, como o que seus companheiros tiveram logo após a parada do Campeonato Brasileiro. Serão de 7 a 10 dias de descanso para o meio-campista. O elenco ficou 13 dias em recesso antes de se reapresentar para os treinamentos.

Assim, se o Brasil conseguir classificar-se para as quartas de final neste sábado, no Mineirão, Aránguiz se apresenta entre o próximo sábado e a segunda-feira no Colorado, para retomar os trabalhos. E não seria problema para a retomada do Brasileirão, dia 17 de julho, contra o Corinthians. Se for adiante, porém, pode acabar sendo desfalque.

Como o período de treinos em Santa Catarina vai até o dia 5 de julho, o chileno não irá participar da intertemporada em Florianópolis, onde o elenco está atualmente. Na Copa do Mundo, Aránguiz tem sido destaque do Chile e teve uma pequena lesão no joelho direito durante o duelo com a Espanha, mas atuou diante da Holanda.

Nos trabalhos colorados, o técnico Abel Braga precisou improvisar para suprir a ausência do chileno. O lateral-direito Cláudio Winck passou a figurar em reservas como meio-campista. E agora trabalha ao lado de Willians na equipe titular.

A presença de Aránguiz na Copa do Mundo dividiu a torcida dos seus companheiros nas oitavas de final. O volante Wellington, por exemplo, quer até que o camisa 20 do Chile faça gol, mas que o Brasil se classifique. O Colorado, com a ajuda de Delcir Sonda, comprou os direitos do meia e assinou novo contrato por quatro anos.