icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/03/2014
17:03

Para contar com o Beira-Rio no Campeonato Brasileiro, o Internacional deve pedir a inversão de dois mandos de campo na competição, quando o estádio já vai estar cedido para a Fifa por conta da Copa do Mundo de 2014. O primeiro passo já foi dado: apresentar um documento para a CBF, ainda em fevereiro, para não ser, na sua visão, prejudicado.

Na reunião que tratou sobre o regulamento do Brasileiro e de um pacto contra uso da Justiça Comum no Brasileirão, o Colorado apresentou um documento sobre a série de jogos sem o Beira-Rio e a situação deste ano novamente. Ao final do encontro, a tabela da competição foi divulgada. Ou seja, não houve tempo para que isso fosse apreciado. O Inter afirma que não queria mudar nenhum jogo, já que nem sabia qual seria a sequência de partidas. Mas atualmente, estuda pedir mudança nos mandos de campo contra Cruzeiro e Chapecoense, na sétima e oitava rodadas, respectivamente.

- Protocolamos um documento que tratava da ausência do Beira-Rio nos últimos anos. O Internacional já está usando o Beira-Rio sem sua totalidade desde 2011. Alertamos para esta situação. Se o São Paulo, por exemplo, irá usar o Morumbi, nós queremos manter o mesmo nível de competição. Mas isso aconteceu antes de sair a tabela, então não tínhamos como protocolar um pedido para mudar os mandos. Vamos ver, estamos estudando o que fazer nesta situação. Vamos analisar para tomar alguma atitude - explicou o vice de futebol Marcelo Medeiros ao L!Net.

O argumento colorado é que o Beira-Rio não é utilizado em sua plenitude desde 2011, quando começaram as obras do estádio. Desde então, o estádio tem recebido partidas com capacidade parcial - ou não tem sido utilizado, como em 2013. Por isso, o Inter acredita que pode conseguir a mudança, para não ser "prejudicado" - na visão dos dirigentes.

A questão política também é um ponto a ser analisado. O Inter não quer arranjar nenhum tipo de problema com a CBF. Há outras situação, como por exemplo, uma sequência de seis jogos fora de casa - e consequente maratona no Beira-Rio no segundo turno. Além disso, o Mineirão também estará cedido para a Fifa em maio, data da partida, para a Copa do Mundo.