icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
30/07/2014
09:03

O STJD confirmou, nesta terça-feira, que Internacional e Flamengo serão julgados pelas agressões de torcedores rubro-negros presentes no Beira-Rio ao lateral-esquerdo André Santos. O clube gaúcho recebeu a notificação do tribunal e irá se defender alegando que o jogador deixou o espaço delimitado aos atletas.

Segundo os advogados do clube, o Internacional não foi avisado de que o lateral iria deixar antes o vestiário e iria se encaminhar para uma van alternativa ao ônibus da delegação carioca. André Santos teria deixado a zona mista do Beira-Rio pela saída da imprensa, por conta própria. Nem mesmo a Brigada Militar foi avisado, segundo um dos advogados do Inter, Rogério Pastl.

A notificação sobre a denúncia do STJD foi recebida na tarde desta terça-feira. O Colorado irá à julgamento nesta sexta-feira, às 13h30. Os dois clubes correm o risco de serem multados em até R$ 100 mil e até 10 mandos de campo.

De acordo com a assessoria do STJD, os clubes infringiram os artigos 191, I e 213, I, e §§1º e 2º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva e art. 65, letras "b" e "c", 66 itens 1, 2 e 3, e 67 item 3 do Código Disciplinar da Fifa ao não tomar as medidas para proteger o jogador que deixava as imediações do estádio acompanhado apenas por um segurança particular.

O episódio aconteceu no dia 20 de julho, quando o Rubro-Negro foi goleado por 4 a 0 pelo Colorado no Beira-Rio. Após o jogo, a torcida, que protestava no pátio do estádio alvirrubro, agrediu o lateral-esquerdo no caminho para um veículo que espera o jogador, que iria para Florianópolis, já que a segunda seria de folga ao elenco.