icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/07/2013
12:25

As boas atuações da Seleção Brasileira e o título conquistado sobre a Espanha na Copa das Confederações renderam uma boa dose de inspiração ao técnico Claudinei Oliveira. Nesta quinta-feira, o treinador do Santos comandou um treino tático no CT Rei Pelé, onde a marcação sob pressão, que foi muito utilizada pela equipe canarinha, foi a tônica da atividade.

De um lado do gramado do campo 2 do CT Rei Pelé, o comandante deu atenção especial aos atacantes e meias titulares, que, sempre que perdiam a posse de bola, apertavam a marcação nos zagueiros num campo reduzido. No outro lado do campo, a linha defensiva titular tinha que segurar os atacantes reservas, além de conseguir escapar da marcação sob pressão.

Ao fim da atividade tática, todo o elenco participou de um treino de finalizações em jogadas aéreas. Os principais destaques foram o meia Cícero e o atacante Willian José, que tiveram bom aproveitamento.

O lateral esquerdo Mena, que chegou a correr no gramado na última quarta-feira, não participou destes treinos e realizou trabalho físico na academia. Já o lateral direito Cicinho, outro reforço do Peixe, não apareceu no CT Rei Pelé e só deve começar a treinar nesta sexta-feira. Ainda aguardando as suas respectivas regularizações junto à CBF, ambos não devem atuar contra o São Paulo, neste domingo, pela sexta rodada do Brasileirão.

As boas atuações da Seleção Brasileira e o título conquistado sobre a Espanha na Copa das Confederações renderam uma boa dose de inspiração ao técnico Claudinei Oliveira. Nesta quinta-feira, o treinador do Santos comandou um treino tático no CT Rei Pelé, onde a marcação sob pressão, que foi muito utilizada pela equipe canarinha, foi a tônica da atividade.

De um lado do gramado do campo 2 do CT Rei Pelé, o comandante deu atenção especial aos atacantes e meias titulares, que, sempre que perdiam a posse de bola, apertavam a marcação nos zagueiros num campo reduzido. No outro lado do campo, a linha defensiva titular tinha que segurar os atacantes reservas, além de conseguir escapar da marcação sob pressão.

Ao fim da atividade tática, todo o elenco participou de um treino de finalizações em jogadas aéreas. Os principais destaques foram o meia Cícero e o atacante Willian José, que tiveram bom aproveitamento.

O lateral esquerdo Mena, que chegou a correr no gramado na última quarta-feira, não participou destes treinos e realizou trabalho físico na academia. Já o lateral direito Cicinho, outro reforço do Peixe, não apareceu no CT Rei Pelé e só deve começar a treinar nesta sexta-feira. Ainda aguardando as suas respectivas regularizações junto à CBF, ambos não devem atuar contra o São Paulo, neste domingo, pela sexta rodada do Brasileirão.