icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/11/2013
18:11

Depois de toda a briga entre a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) e CBF para contar com Diego Costa, enfim a Fúria venceu. E logo na primeira convocação do jogador do Atlético de Madrid por Vicente del Bosque, para os amistosos contra Guiné Equatorial e África do Sul, ele foi cortado por lesão. A imprensa espanhola lamenta muito o ocorrido, e apesar de ter apenas mais uma convocação pela frente até a Copa do Mundo, acredita que ele seguirá prestigiado.

- Diego Costa vai jogar pela Roja, desde que mantenha o nível de suas atuações. Ainda vai poder fazer isso contra a Itália, e no Vicente Calderón, estádio que conhece muito bem, e na despedida dos jogadores antes de ir ao Brasil defender o título mundial - diz o colunista Manuel Esteban Manolete, do "AS".

Porém, apesar de ter feito de tudo para defender a Espanha, Diego Costa não tem "crédito ilimitado", como disse o técnico Vicente del Bosque. Alguns dos concorrentes do atacante, como Negredo e Llorente vivem bons momentos, e até março, tudo pode acontecer, inclusive a boa fase do brasileiro terminar.

- Foi um grande azar que ele teve. Mas está tudo bem e ele vai poder mostrar suas virtudes e a sua "espanholidade" aos companheiros. O mais importante é pensar em se recuperar - completou Manolete.

Quem também lamentou muito a sua lesão foi o técnico Diego Simeone. O treinador do Atlético de Madrid, que já se declarou fã do xará algumas vezes e disse que o hispano-brasileiro é o coração do time, demonstrou apoio ao atacante.

- Diego Costa sempre foi contundente com a sua decisão. Ele e Del Bosque foram muito claros. Essa lesão é uma lástima depois de todo o seu esforço. É um cara muito generoso - disse Simeone à rádio COPE, da Espanha.