icons.title signature.placeholder Guilherme Cardoso
icons.title signature.placeholder Guilherme Cardoso
25/07/2013
08:36

EIlse Hayes, guarde esse nome. Sem Oscar Pistorius, ela é a grande esperança de medalhas para a África Sul no Mundial de Atletismo Paralímpico, em Lyon (FRA). E na quarta-feira, ela faz sua estreia ao levar a prata nos 100m, na categoria T13 (para atletas de baixa visão), com 12s60. A primeira colocação ficou com a ucraniana Olena Gliebova.

Após cinco dias de competição, os sul-africanos tem uma medalha dourada. Ela saiu na terça com Reinhardt Hamman, no lançamento de dardo, na classe F37/38

– É uma grande honra para mim ser mencionada como uma das principais atletas. Farei o melhor para atender essas expectativas e deixar meu país orgulhoso – afirmou a competidora ao LANCE!.

Ilse tinha 11 anos quando teve diagnosticada a doença de Stargardt, que causa a perda de visão progressiva. Atualmente, ela só enxerga as coisas claramente de dois a seis metros de distância.

Por conta disso, aos 15, a atleta começou a praticar esporte para pessoas com deficiência. Atualmente, aos 27, já se tornou uma sensação do atletismo mundial.

Mas não é só nas nas provas dos 100m e 200m, categoria T13, e no salto em distância, na classe F13, que ela se destaca. Ilse tem um blog chamado “Road to Rio 2016” (Caminho para o Rio 2016), no qual escreve para inspirar outras pessoas.

Se não bastasse, ela ainda é formada em Ciência do Esporte e trabalha com crianças carentes de 9 a 11 anos em um projeto em Stellenbosch, na África do Sul.

– Sempre tive paixão por esporte e sempre quis me tornar uma especialista terapêutica no exercício e movimento humano. Mas no ano final não fui aceita por causa do meu problema de visão. Então, tive de escolher outro campo. Decidi trabalhar com crianças porque o desenvolvimento delas é muito importante. Eles são o futuro – disse.

Ilse ainda luta por uma medalha dourada em 2013. Mas ela já ganhou muitos outras dentro e fora do atletismo.

QUEM É?

Nome: Ilse Hayes

Nascimento: 31 de agosto de 1985, em Stellenbosch, África do Sul

Provas: 100m e 200m (categoria T13) e Salto em distância (categoria F13)

Conquistas anteriores: Medalha de ouro no salto em distância na Olimpíada de Londres-2012, Prata nos100m, em Londes-2012; ouro nos 100m e no salto em distância no Mundial de Atletismo de 2011, na Nova Zelândia, bronze nos 200m, no Mundial de 2011; ouro no salto em distância na Olimpíada de Pequi, em 2008, prata nos 100m em Pequim-2008; bronze nos 200m e 400m no Mundial de 2006, na Holanda; e bronze nos 400m na Olimpíada de Atenas, em 2004

CONFIRA UM BATE-BOLA EXCLUSIVO COM ILSE HAYES

LANCE!Net: Em 2011, você conquistou duas medalhas de ouro e um bronze no Mundial, e agora já levou uma medalha. Como espera acabar a competição?
Ilse Hayes: Como vimos em Londres, o nível da competição está subindo todos os anos. Então, não espero nada diferente neste mundual. Estou muito empolgada, poder mostrar minha paixão, competir da melhor maneira possível e me divertir.

L!Net: Quando você teve a ideia de criar o blog "Road to Rio 2016"? Qual a importância dele para você?
IH: Meus agentes criaram o blog para mim. É sempre bom para mim ler o que os outros esportistas fala. Meu objetivo com o blog é inspirar as outras pessoas e mostrar para elas que sempre há uma esperança, porque é assim que vivo minha vida. E as pessoas também podem saber o que está acontecendo na minha vida dentro e fora do atletismo.

L!Net: O que você espera dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016?
IH: Em 2016, vou disputar a Olimpíada pela quarta vez e eu realmente quero terminar muito bem. É o meu sonho conquistar duas vezes o ouro em Olimpíadas e eu vou trabalhar muito para alcançar esse sonho. Nada é impossível.

*O repórter viaja a convite do Comitê Paralímpico Brasileiro

EIlse Hayes, guarde esse nome. Sem Oscar Pistorius, ela é a grande esperança de medalhas para a África Sul no Mundial de Atletismo Paralímpico, em Lyon (FRA). E na quarta-feira, ela faz sua estreia ao levar a prata nos 100m, na categoria T13 (para atletas de baixa visão), com 12s60. A primeira colocação ficou com a ucraniana Olena Gliebova.

Após cinco dias de competição, os sul-africanos tem uma medalha dourada. Ela saiu na terça com Reinhardt Hamman, no lançamento de dardo, na classe F37/38

– É uma grande honra para mim ser mencionada como uma das principais atletas. Farei o melhor para atender essas expectativas e deixar meu país orgulhoso – afirmou a competidora ao LANCE!.

Ilse tinha 11 anos quando teve diagnosticada a doença de Stargardt, que causa a perda de visão progressiva. Atualmente, ela só enxerga as coisas claramente de dois a seis metros de distância.

Por conta disso, aos 15, a atleta começou a praticar esporte para pessoas com deficiência. Atualmente, aos 27, já se tornou uma sensação do atletismo mundial.

Mas não é só nas nas provas dos 100m e 200m, categoria T13, e no salto em distância, na classe F13, que ela se destaca. Ilse tem um blog chamado “Road to Rio 2016” (Caminho para o Rio 2016), no qual escreve para inspirar outras pessoas.

Se não bastasse, ela ainda é formada em Ciência do Esporte e trabalha com crianças carentes de 9 a 11 anos em um projeto em Stellenbosch, na África do Sul.

– Sempre tive paixão por esporte e sempre quis me tornar uma especialista terapêutica no exercício e movimento humano. Mas no ano final não fui aceita por causa do meu problema de visão. Então, tive de escolher outro campo. Decidi trabalhar com crianças porque o desenvolvimento delas é muito importante. Eles são o futuro – disse.

Ilse ainda luta por uma medalha dourada em 2013. Mas ela já ganhou muitos outras dentro e fora do atletismo.

QUEM É?

Nome: Ilse Hayes

Nascimento: 31 de agosto de 1985, em Stellenbosch, África do Sul

Provas: 100m e 200m (categoria T13) e Salto em distância (categoria F13)

Conquistas anteriores: Medalha de ouro no salto em distância na Olimpíada de Londres-2012, Prata nos100m, em Londes-2012; ouro nos 100m e no salto em distância no Mundial de Atletismo de 2011, na Nova Zelândia, bronze nos 200m, no Mundial de 2011; ouro no salto em distância na Olimpíada de Pequi, em 2008, prata nos 100m em Pequim-2008; bronze nos 200m e 400m no Mundial de 2006, na Holanda; e bronze nos 400m na Olimpíada de Atenas, em 2004

CONFIRA UM BATE-BOLA EXCLUSIVO COM ILSE HAYES

LANCE!Net: Em 2011, você conquistou duas medalhas de ouro e um bronze no Mundial, e agora já levou uma medalha. Como espera acabar a competição?
Ilse Hayes: Como vimos em Londres, o nível da competição está subindo todos os anos. Então, não espero nada diferente neste mundual. Estou muito empolgada, poder mostrar minha paixão, competir da melhor maneira possível e me divertir.

L!Net: Quando você teve a ideia de criar o blog "Road to Rio 2016"? Qual a importância dele para você?
IH: Meus agentes criaram o blog para mim. É sempre bom para mim ler o que os outros esportistas fala. Meu objetivo com o blog é inspirar as outras pessoas e mostrar para elas que sempre há uma esperança, porque é assim que vivo minha vida. E as pessoas também podem saber o que está acontecendo na minha vida dentro e fora do atletismo.

L!Net: O que você espera dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016?
IH: Em 2016, vou disputar a Olimpíada pela quarta vez e eu realmente quero terminar muito bem. É o meu sonho conquistar duas vezes o ouro em Olimpíadas e eu vou trabalhar muito para alcançar esse sonho. Nada é impossível.

*O repórter viaja a convite do Comitê Paralímpico Brasileiro