icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
26/11/2014
14:31

O pivô Dieguinho foi o grande herói da classificação da Intelli/Orlândia para a final da Liga Futsal ao marcar o gol da vitória por 3 a 2 sobre o Corinthians, no último segundo da prorrogação, nesta terça-feira, no Ginásio do Parque São Jorge, em São Paulo.

Com o resultado, a Intelli está pelo terceiro ano consecutivo na final da Liga Futsal e busca o tricampeonato contra o Brasil/Kirin Sorocaba, que eliminou o Jaraguá. Os jogos finais acontecerão nos dias 1 e 8 de dezembro.

A partida estava 2 a 2 (gols de Vinícius e Lukaian para a Intelli e Simi para o Corinthians) e o Timão estava garantindo a inédita vaga para a final. Faltando dez segundos, a Intelli foi para seu último ataque e faltando um segundo a bola sobrou para Dieguinho, que pegou de primeira e fez o gol da vitória.

O camisa 89 da Intelli/Orlândia, que marcou seu sétimo gol em 12 jogos na competição nacional, falou sobre a sensação do gol que levou o time à final.

- Foi um lance muito rápido, a bola sobrou pra mim e chutei com tudo. Saí correndo como um louco para extravasar tanta alegria. Não é todo dia que você faz um gol faltando um segundo, na casa do adversário como o Corinthians com um ginásio lotado e leva seu time para a final da maior competição do país. Foi espetacular, incrível - afirmou Dieguinho.

Imediatamente após o gol, jogadores do Corinthians cercaram o árbitro reclamando que a bola teria batido na mão de Dieguinho. O pivô do Orlândia falou sobre as reclamações dos rivais.

- Os jogadores do Corinthians reclamaram que a bola bateu no meu braço, mas ela pegou na coxa e subiu perto do peito e aí foi só bater e fui muito feliz da bola ter entrado no canto, sem chances pro goleiro - disse Dieguinho.