icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/04/2014
17:25

A disputa de cinturão entre Jon Jones e Glover Teixeira, no último sábado, em Baltimore (EUA), pelo UFC 172, foi acompanhada pelo mundo dos esportes. Mas uma pessoa em especial tinha motivos de sobra para ficar bem atenta ao que aconteceu no confronto. Após a vitória do americano na decisão dos juízes, Alexander Gustafsson, próximo adversário do campeão, revelou suas impressões sobre o combate.

O sueco, que em setembro passado protagonizou junto a Jones a "melhor luta de 2013" no duelo vencido de forma parelha pelo americano, já teve a revanche confirmada pelo presidente do UFC Dana White.

Em entrevista ao programa "The MMA Hour", Alexander Gustafsson comentou a performance de Jones contra Glover e disse ter se surpreendido negativamente com o desempenho do atual campeão meio-pesado. Para ele, Jon já fez melhor em outras ocasiões.

- Ele estava dominando Glover desde o início, não há dúvidas quanto a isso. Mas não sei, não pareceu que ele se apresentou como costuma se apresentar. Foi o que achei. Ele fez o suficiente para vencer a luta, basicamente. Costumávamos ver Jones fazendo coisas espetaculares. Ele fez coisas nessa, mas não fez como costumava fazer antoriormente - avaliou o sueco. 

Ele ainda deu seu ponto de vista em relação ao "jogo mental" que envolve a rivalidade entre os dois. Quando perguntado sobre o sueco na coletiva pós-luta, Jones se recusou a mencionar qualquer assunto relacionado a Gustafsson. O sueco comentou o ocorrido.

- Acho que estou na sua cabeça, agora. Tenho aprendido muito nos meus anos de vida. Não é apenas a luta que importa. Muito disso é uma luta mental entre um e outro. Isso é algo que aprendi dias depois da nossa luta. Percebo agora que é muito importante. Acho que está tudo na sua cabeça agora e ele fica irritado apenas pelo meu nome. Eu acho que isso é bom. Eu não sou um falastrão, isso não é a minha praia. Mas se alguém me perguntar, eu vou dizer o que eu sinto e o que eu penso - explicou.

Em 2013, Jones e Gustafsson se enfrentaram em luta épica (FOTO: Divulgação/UFC) 

Alexander ainda fez questão de comentar a declaração de Jones a qual o americano garantiu que só estava 80% na disputa de cinturão entre os dois, no UFC 165, em setembro passado, no Canadá. Além disso, ele mandou um recado ao campeão. 

- Se ele tivesse lutado apenas 80% do que pode, eu o teria finalizado. Sou um lutador completamente diferente agora. Vai haver uma finalização (na revanche). Uma vitória é uma vitória, mas uma decisão não é mais uma opção pra mim - concluiu.