icons.title signature.placeholder Rafael Valesi
27/02/2015
02:30

Você sabe de cor quem serão os 34 surfistas que competirão na primeira divisão da WSL em 2015? Já anotou quais serão as 11 etapas da temporada? Sabe como é determinado o sistema de disputa e a pontuação recebida pelos surfistas?

Se você não sabe, não tem problema. O LANCE!Net traz abaixo um guia para você acompanhar até o fim do ano o Circuito Mundial.

Aqui, você fica sabendo tudo sobre os competidores e suas trajetórias na primeira divisão do surfe mundial, assim como o calendário e os mínimos detalhes da WSL. Guarde este link em seus favoritos e acompanhe durante o ano!

VEJA QUEM SÃO OS 34 SURFISTAS DA ELITE DA WSL

BRASIL (7 SURFISTAS)

GABRIEL MEDINA

Foto: Douglas Pingituro/Futura Press

Ele dispensa apresentações. O prodígio inicia 2015 como o atual campeão mundial de surfe.
Idade: 21
Colocação final em 2014: 1º
Vitórias na primeira divisão: 5
Títulos: 1
Temporadas:  4
Melhor colocação final: 1º (2014)
Melhor colocação em uma etapa: 1º


ADRIANO DE SOUZA

Foto: Ryan Miller/Red Bull Content Pool

O paulista do Guarujá é o surfista mais experiente da atual geração brasileira, e vai para sua décima temporada na elite.
Idade: 28
Colocação final em 2014: 8º
Vitórias na primeira divisão: 4
Títulos: 0
Temporadas: 9
Melhor colocação final: 5º (2009, 2011 e 2012)
Melhor colocação em uma etapa: 1º


FILIPE TOLEDO

Foto: WSL/Daniel Smorigo

Também paulista, mas de Ubatuba, é o mais jovem entre os integrantes do Brazilian Storm. Foi campeão do WQS (segunda divisão mundial) no ano passado.
Idade: 18
Colocação final em 2014: 17º
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos: 0
Temporadas: 2
Melhor colocação final: 15º (2013)
Melhor colocação em uma etapa: 3º


MIGUEL PUPO

Foto: WSL/Damien Poullenot/Aquashot

Outro atleta com origem em São Paulo, mas de outra cidade: Itanhaém.
Idade: 23
Colocação final em 2014: 19º
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos: 0
Temporadas: 4
Melhor colocação final: 17º (2012)
Melhor colocação em uma etapa: 5º

JADSON ANDRÉ

Foto: WSL/Will H-S

Nascido em Natal (RN), venceu uma etapa na carreira na primeira divisão, em Imbituba (SC), em 2010. Na ocasião, bateu na final a lenda Kelly Slater.
Idade: 24
Colocação final em 2014: 22º
Vitórias na primeira divisão: 1
Títulos: 0
Temporadas: 4
Melhor colocação final: 13º (2010)
Melhor colocação em uma etapa: 1º


WIGGOLLY DANTAS

Foto: WSL

Também de Ubatuba, disputará sua primeira temporada na WSL. Garantiu vaga ao ficar em quarto lugar no WQS, a divisão de acesso.
Idade: 25
Colocação final em 2014: não competiu
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos: 0
Temporadas: 0
Melhor colocação final: -
Melhor colocação em uma etapa: -

ÍTALO FERREIRA

Foto: WSL/Damien Poullenot

O potiguar de Baía Formosa também é calouro na WSL. Em 2014, terminou em sétimo no WQS.
Idade: 20
Colocação final em 2014: não competiu
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos: 0
Temporadas: 0
Melhor colocação final: -
Melhor colocação em uma etapa: -

AUSTRÁLIA (12 SURFISTAS)

MICK FANNING

Foto: Reprodução/ASP

Entre os surfistas da atualidade, é o segundo com mais títulos: três. Entra como candidato a ser campeão novamente.
Idade: 33
Colocação final em 2014: 2º
Vitórias na primeira divisão: 19
Títulos: 3
Temporadas: 13
Melhor colocação final: 1º (2007, 2009 e 2013)
Melhor colocação em uma etapa: 1

JOEL PARKINSON

Foto: WSL/Kelly Cestari

Também é um dos campeões na ativa, ao levantar a taça em 2012. Não pode ser descartado na briga pelo título da WSL.
Idade: 33
Colocação final em 2014: 6º
Vitórias na primeira divisão: 12
Títulos: 1
Temporadas: 14
Melhor colocação final: 1º (2012)
Melhor colocação em uma etapa: 1º


TAJ BURROW

Foto: WSL/Steve Robertson

É o segundo mais velho entre os 34 surfistas da elite mundial, o segundo com mais temporadas disputadas, o quarto em número de vitórias, mas nunca foi campeão. Ficou no quase duas vezes.
Idade: 37
Colocação final em 2014: 9º
Vitórias na primeira divisão: 11
Títulos: 0
Temporadas: 17
Melhor colocação final: 2º (1999 e 2007)
Melhor colocação em uma etapa: 1º

JOSH KERR

Foto: WSL/Kelly Cestari

Integra o pelotão intermediário da WSL. Aos 30 anos, ainda busca sua primeira vitória na elite do surfe.
Idade: 30
Colocação final em 2014: 9º
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos: 0
Temporadas: 6
Melhor colocação final: 8º (2011 e 2012)
Melhor colocação em uma etapa: 2º

OWEN WRIGHT

Foto: WSL/Kirstin

Sua única vitória no antigo WTC foi em 2011, em Long Island (EUA), em que derrotou Kelly Slater na decisão.
Idade: 25
Colocação final em 2014: 12º
Vitórias na primeira divisão: 1
Títulos: 0
Temporadas: 5
Melhor colocação final: 3º (2011)
Melhor colocação em uma etapa: 1º


JULIAN WILSON

Foto: Julia Mattos

Ficou conhecido pelo público brasileiro ao vencer Gabriel Medina na final da etapa de Pipeline, no fim do ano passado, quando o brazuca foi campeão mundial.
Idade: 26
Colocação final em 2014: 14º
Vitórias na primeira divisão: 2
Títulos: 0
Temporadas: 4
Melhor colocação final: 6º (2013)
Melhor colocação em uma etapa: 1º

ADRIAN BUCHAN

Foto: WSL/Damien Poullenot/Aquashot


Não é dos competidores mais regulares. Suas duas vitórias em etapas possuem cinco anos de diferença entre elas. A primeira foi em 2008, na França. A segunda aconteceu em 2013, em Teahupoo, no Taiti.
Idade: 32
Colocação final em 2014: 15º
Vitórias na primeira divisão: 2
Títulos: 0
Temporadas: 9
Melhor colocação final: 6º (2008)
Melhor colocação em uma etapa: 1º

BEDE DURBIDGE

Foto: WSL

Foi vice-campeão do WCT em 2008, e só repetiu algo parecido no ano seguinte, em que ficou em terceiro. A última de suas três vitórias foi no Brasil, em Imbituba (SC), em 2008.
Idade: 32
Colocação final em 2014: 16º
Vitórias na primeira divisão: 3
Títulos: 0
Temporadas: 10
Melhor colocação final: 2º (2008)
Melhor colocação em uma etapa: 1º

KAI OTTON

Foto: WSL/Damien Poullenot

Tem uma única vitória no circuito, obtida em 2013 em Peniche (POR).
Idade: 35
Colocação final em 2014: 18º
Vitórias na primeira divisão: 1
Títulos: 0
Temporadas: 8
Melhor colocação final: 7º (2013)
Melhor colocação em uma etapa: 1º

MATT BANTING

Foto: WSL/Rowland/ASP Handout

Vai estrear na primeira divisão em 2015. No ano passado, sagrou-se vice-campeão do WQS, atrás apenas do brasileiro Filipe Toledo.
Idade: 20
Colocação final em 2014: não competiu
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos: 0
Temporadas: 0
Melhor colocação final: -
Melhor colocação em uma etapa: -

ADAM MELLING

Foto: WSL/Kelly Cestari

Só permaneceu na primeira divisão por ter terminado em sexto lugar no WQS em 2014. Se não fosse isso, teria sido "rebaixado", por ter finalizado em 24º lugar no WCT (apenas os 22 primeiros garantiam um lugar).
Idade: 29
Colocação final em 2014: 24º
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos: 0
Temporadas: 5
Melhor colocação final: 23º (2013)
Melhor colocação em uma etapa: 2º

MATT WILKINSON

Foto: WSL/Damien Poullenot

Assim como Melling, ficou na WSL pela sua campanha no WQS. Foi o oitavo colocado.
Idade: 26
Colocação final em 2014: 23º
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos: 0
Temporadas: 5
Melhor colocação final: 20º (2011)
Melhor colocação em uma etapa: 2º

ESTADOS UNIDOS (5 SURFISTAS)

KELLY SLATER

Foto: Divulgação/ASP

Assim como Medina, Kelly Slater dispensa apresentações. É a lenda do surfe mundial, com 11 títulos.
Idade: 43
Colocação final em 2014: 4º
Vitórias na primeira divisão: 54
Títulos: 11
Temporadas: 23
Melhor colocação final: 1º (1992, 1994, 1995, 1996, 1997, 1998, 2005, 2006, 2008, 2010, 2011)
Melhor colocação em uma etapa: 1º

KOLOHE ANDINO

Foto: WSL/Kurt Steinmfetz

Veio para rejuvenescer a geração veterana de bons surfistas americanos. Tem potencial para o futuro.
Idade: 20
Colocação final em 2014: 11º
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos: 0
Temporadas: 3
Melhor colocação final: 11º (2014)
Melhor colocação em uma etapa: 2º

NAT YOUNG

Foto: WSL/Kirstin Scholtz

Assim como Andino, é jovem e ainda busca sua primeira vitória na WSL.
Idade: 23
Colocação final em 2014: 13º
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos: 0
Temporadas: 2
Melhor colocação final: 8 (2013)
Melhor colocação em uma etapa: 2º

BRETT SIMPSON

Foto: WSL/Kirstin Scholtz

É um dos que fazem parte do pelotão intermediário da WSL. Não fez uma boa temporada no ano passado.
Idade: 30
Colocação final em 2014: 31º
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos: 0
Temporadas: 5
Melhor colocação final: 19º (2011)
Melhor colocação em uma etapa: 3º

C.J. HOBGOOD

Foto: WSL/Kirstin Scholtz

É uma das lendas das "antigas" do surfe mundial. Campeão em 2001, não deve mais repetir o feito, mas é um dos nomes mais respeitados no mar. Só disputará a temporada 2015 da WSL pois recebeu um dos dois convites (wild cards) da organização do campeonato.
Idade: 35
Colocação final em 2014: 24º
Vitórias na primeira divisão: 4
Títulos: 1
Temporadas: 16
Melhor colocação final: 1º (2001)
Melhor colocação em uma etapa: 1º

HAVAÍ (5 SURFISTAS)

JOHN JOHN FLORENCE

Foto: WSL/Damien Poullenot

Assim como Gabriel Medina, é apontado como futuro campeão mundial, com seu estilo arrojado e moderno. Pode ameaçar o brasileiro em 2015.
Idade: 22
Colocação final em 2014: 3º
Vitórias na primeira divisão: 2
Títulos: 0
Temporadas: 4
Melhor colocação final: 3º (2014)
Melhor colocação em uma etapa: 1º

SEBASTIAN ZIETZ

Foto: WSL/Damien Poullenot

Teve desempenho discreto até então em suas duas temporadas na elite do surfe mundial.
Idade: 27
Colocação final em 2014: 20º
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos: 0
Temporadas: 2
Melhor colocação final: 16º (2013)
Melhor colocação em uma etapa: 5º

FREDDY PATTACHIA JR.

Foto: WSL/Kirstin Scholtz

Apesar da falta de resultados que chamam a atenção, também é respeitado na elite por causa da experiência.
Idade: 33
Colocação final em 2014: 21º
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos: 0
Temporadas: 10
Melhor colocação final: 12º (2008)
Melhor colocação em uma etapa: 2º

KEANU ASING

Foto: WSL/Steve Robertson

Será estreante em 2015. Por isso, é uma incógnita.
Idade: 21
Colocação final em 2014: não competiu
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos: 0
Temporadas: 0
Melhor colocação final: -
Melhor colocação em uma etapa: -

DUSTY PAYNE

Foto: WSL/Kelly Cestari

Volta à elite do surfe mundial, após ficar fora na temporada passada.
Idade: 26
Colocação final em 2014: não competiu
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos
Temporadas: 4
Melhor colocação final: 24º (2010)
Melhor colocação em uma etapa: 5º

IRLANDA (1 SURFISTA)

GLENN HALL

Foto: WSL/Steven Robertson

Chama a atenção por vir de um país com pouca tradição no surfe, a Irlanda. Ao lado de C.J. Hobgood, recebeu um convite da organização da WSL para seguir na elite.
Idade: 33
Colocação final em 2014: disputou cinco etapas e ficou em 34º
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos: 0
Temporadas: 2
Melhor colocação final: 33º (2013)
Melhor colocação em uma etapa: 9º

ÁFRICA DO SUL (1 SURFISTA)

JORDY SMITH

Foto: WSL/Steve Robertson

É outro nome que não pode ser descartado na disputa do título mundial. Tem experiência e lutou pelo título em 2010, quando foi vice.
Idade: 27
Colocação final em 2014: 7º
Vitórias na primeira divisão: 4
Títulos: 0
Temporadas: 7
Melhor colocação final: 2º (2010)
Melhor colocação em uma etapa: 1º


TAITI (1 SURFISTA)

MICHEL BOUREZ

Foto: WSL/Laurent Masurel

Viveu em 2014 seu melhor ano da carreira, com o quinto lugar na classificação geral e duas vitórias (Margaret River e Rio de Janeiro). Se mantiver o pique, pode incomodar os favoritos.
Idade: 29
Colocação final em 2014: 5º
Vitórias na primeira divisão: 2
Títulos: 0
Temporadas: 6
Melhor colocação final: 5º (2014)
Melhor colocação em uma etapa: 1º


FRANÇA (1 SURFISTA)

JEREMY FLORES

Foto: WSL/Kelly Cestari

É o representante da França no circuito. Venceu uma etapa uma única vez, em Pipeline, em 2010.
Idade: 26
Colocação final em 2014: 33º
Vitórias na primeira divisão: 1
Títulos: 0
Temporadas: 8
Melhor colocação final: 8º (2007)
Melhor colocação em uma etapa: 1º

NOVA ZELÂNDIA (1 SURFISTA)

RICARDO CHRISTIE

Foto: WSL/Steve Robertson

Também vai estrear na primeira divisão do circuito mundial.
Idade: 26
Colocação final em 2014: não competiu
Vitórias na primeira divisão: 0
Títulos: 0
Temporadas: 0
Melhor colocação final: -
Melhor colocação em uma etapa: -


CALENDÁRIO WSL 2015
1ª etapa - Gold Coast (AUS): 28 de fevereiro a 11 de março
2ª etapa - Bells Beach (AUS): 1 a 12 de abril
3ª etapa - Margaret River (AUS): 15 a 26 de abril
4ª etapa - Rio de Janeiro (BRA): 11 a 22 de maio
5ª etapa - Tavarua (FIJ): 7 a 19 de junho
6ª etapa - Jeffreys Bay (AFS): 8 a 19 de julho
7ª etapa - Teahupoo (TAH): 14 a 25 de agosto
8ª etapa - Trestles (EUA): 9 a 20 de setembro
9ª etapa - Landes (FRA): 6 a 17 de outubro
10ª etapa - Peniche (POR): 20 a 31 de outubro
11ª etapa - Pipeline (HAV): 8 a 20 de dezembro

SISTEMA DE PONTUAÇÃO NA TEMPORADA
A pontuação geral dos surfistas ao fim da temporada leva em conta nove dos 11 melhores resultados pessoais no ano. Ou seja, cada atleta descartará suas duas piores etapas na corrida pelo título.

SISTEMA DE PONTUAÇÃO EM CADA ETAPA
1º colocado (campeão) - 10.000 pontos
2º colocado (vice-campeão) - 8.000
3º colocado (eliminado nas semifinais) - 6.500
5º colocado (eliminado nas quartas de final) - 5.200
9º colocado (eliminado na 5ª fase) - 4.000
13º colocado (eliminado na 3ª fase) - 1.750
25º colocado (eliminado na 2ª fase) - 500
O atleta também soma 500 pontos quando não compete em uma etapa por causa de uma lesão.

FORMATO DE DISPUTA DAS ETAPAS
Cada etapa da WSL reúne 36 surfistas no total: 34 que competem regularmente no circuito, mais dois surfistas que entram via convite ou por meio de uma classificatória prévia.

1ª rodada: os 36 surfistas são divididos em 12 baterias, com três atletas em cada uma delas. Os vencedores das 12 sessões avançam diretamente para a terceira rodada. Quem fica em segundo e terceiro lugares vão para a repescagem.

2ª rodada (repescagem 1): reúne aqueles que não venceram suas baterias na primeira fase. São 12 sessões, com dois surfistas em cada uma delas. Quem vence vai para a terceira rodada. Quem perde, é eliminado do campeonato.

3ª rodada: o formato é o mesmo da segunda rodada, com 12 baterias com dois surfistas cada. Os vencedores passam para a quarta rodada. Os perdedores são eliminados do campeonato.

4ª rodada: os 12 surfistas restantes são distribuídos em quatro baterias, com três atletas cada. Os vencedores passam diretamente para as quartas de final. Os classificados em segundo e terceiro lugares terão de ir para a segunda repescagem da competição.

5ª rodada (repescagem 2): disputada em quatro baterias, com dois surfistas cada. Os vencedores vão para as quartas de final. Os perdedores são eliminados.

Quartas de final: disputadas por dois surfistas, com dois atletas cada. Os vencedores avançam às semifinais.

Semifinais: duas baterias, com dois atletas cada. Quem leva a melhor passa para a decisão.

Final: reúne os dois melhores surfistas do torneio. O vencedor leva a taça de campeão e 10.000 pontos no ranking mundial. O vice fica com 8.000 pontos.

COMO A PONTUAÇÃO É COMPUTADA NAS BATERIAS
Os surfistas podem pegar quantas ondas quiserem em uma bateria. Mas para a soma de pontos, apenas as duas melhores são consideradas. A pontuação de cada onda vai de 0 a 10. Com isso, o máximo de pontos que um atleta pode atingir em uma sessão é 20.