icons.title signature.placeholder Bruno Andrade e Rodrigo Vessoni
11/02/2015
23:26

Paolo Guerrero foi suspenso nesta quarta-feira por três jogos devido à expulsão na partida contra o Once Caldas, na Arena Corinthians. O clube foi informado por meio de um ofício. Não cabe recurso.

O duelo com os colombianos em Manizales foi o primeiro jogo da punição, agora já cumprido. Com isso, o camisa 9 do Timão está fora dos confrontos com o rival São Paulo (na próxima quarta-feira, na Arena, em Itaquera) e San Lorenzo (dia 4 de março, em Buenos Aires).

A revolta dos dirigentes do Corinthians está pela ausência de recurso para minimizar a punição, definida por um único juiz, boliviano, que utilizou o Regulamento Disciplinar da Confederação Sul-Americana de Futebol. Esse regimento interno da Conmebol não aceita recurso nem efeito suspensivo.

Vale lembrar que, no primeiro jogo da Libertadores de 2013, um sinalizador lançado por um corintiano em Oruro matou o jovem boliviano Kevin Espada. O clube foi punido com um jogo de portões fechados e, posteriormente, demonstrou revolta com o árbitro Carlos Amarilla nas oitavas de final, contra o Boca Juniors, no Pacaembu.

FÁBIO SANTOS

Não chegou nenhum ofício sobre a expulsão de Fábio Santos no mesmo jogo contra o Once Caldas. O clube, com isso, acredita que o lateral-esquerdo cumprirá apenas a suspensão automática (nesta quarta, em Manizales) e está livre para as outras partidas.