icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
17/12/2013
08:05

Passada a definição do técnico para 2014, o Grêmio trabalha com mais tranquilidade no mercado. Sem ver necessidade de contratar muitos jogadores para o próximo ano, o clube gaúcho protela a decisão da permanência de Zé Roberto para deixar o meia descansar. O diretor-executivo Rui Costa afirma que o camisa 10 terá de passar por uma readequação, mesmo com a cláusula de renovação automática. O empresário do atleta, porém, diz desconhecer a necessidade de reajuste salarial do jogador e afirma que não foi procurado pelos dirigentes tricolores para tratar do assunto.

Na Espanha, Christian Butcher tem o entendimento de que o acerto prévio, de que com classificação para a Libertadores o contrato estava renovado automaticamente, está valendo. Não teve conversas com o Tricolor ultimamente.

- O contrato do Zé Roberto se renova automaticamente com a cláusula da classificação para a Libertadores. Não tenho conhecimento desta situação do reajuste, estou sabendo por você. Se é uma mudança da parte do Grêmio, a iniciativa de um contato precisa partir deles - comentou ao LANCE!Net.

Após a apresentações do técnico Enderson Moreira, Rui Costa concedeu longa entrevista. Falou sobre diversos assuntos. Entre eles, a permanência de Zé. O dirigente afirma que a situação financeira do clube gaúcho não passa pela permanência ou não do camisa 10.

- A busca de equilíbrio financeiro não vai se dar pelo Zé Roberto. O Zé Roberto estar ou não no Grêmio não é solução. É até problema, é uma a perda importante do ponto de vista técnico. Mas temos que começar esse movimento. A saída do Dida tem esse aspecto. Estamos fazendo movimentos que vão nos dar até possibilidade de investir pontualmente em algum jogador. A situação financeira do Grêmio não passa pelo Zé Roberto - destacou o diretor-executivo gremista.

- Zé Roberto está de férias e não tenho falado com o procurador dele. O presidente estabeleceu uma realidade que vale não só para o Zé mas para todos os atletas. Para queles que tem contrato terminando ou um gatilho, temos que conversar. Não acho que seja o momento oportuno. Temos interesse na permanência do Zé, é uma figura importante do vestiário. Temos que sentar e discutir a capacidade de pagamento do Grêmio - completou.

Apresentado nesta segunda-feira como novo técnico, Enderson Moreira demonstrou vontade de permanecer com o meia para a próxima temporada. Elogiou a qualidade técnica de Zé, mas deixou a situação nas mãos da diretoria e do atleta sobre o consenso da realidade financeira gremista.

É bom lembrar que o Grêmio procura diminuir sua folha de pagamento, para não passar pela situação que ocorre neste final de 2013: salários e direitos de imagem atrasados. A garantia é que até dezembro tudo esteja quitado aos integrantes do elenco tricolor.