icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/11/2013
11:46

Há uma frase famosa que diz: "gentileza gera gentileza". O Grêmio a modificou para seu próprio uso e a adaptou para o jogo desta quarta-feira, contra o Atlético-PR, na Arena, pela Copa do Brasil. Quer que as "coisas boas" que já aconteceram na temporada ajudem a criar mais "coisas boas" para a decisão que pode colocar os gaúchos na final da competição nacional. Os jogos com Santos e LDU, eliminatórios e com o Tricolor como vencedor, não saem da cabeça dos jogadores.

O mais recente é o do Peixe. Após perder por 1 a 0 na primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil, na Vila Belmiro, o Grêmio fez 2 a 0 no segundo tempo e se classificou na Arena. É exatamente o cenário que os tricolores querem repetir nesta quarta. Ainda em janeiro, o time conseguiu repetir o 1 a 0 sofrido, em Quito, e conquistou, nos pênaltis, a classificação para a fase de grupos da Libertadores.

- Temos que mentalizar as coisas boas. No início do ano, tivemos um mata-mata, um jogo decisivo, que a gente precisava reverter o 1 a 0, fizemos o 1 a 0 e vencemos nos pênaltis. Soubemos lidar com a pressão. Contra o Santos, também. Conseguimos vencer um jogo que não levamos para os pênaltis, mesmo o primeiro tempo acabando 0 a 0. Tocamos a bola e conseguimos o resultado. Foi possível. E temos que tentar fazer da mesma forma. É possível, temos que respeitar o Atlético-PR, mas eles vão respeitar o Grêmio - comentou o volante Souza.

O jogo com o Corinthians, na última semana, também entra nas partidas que o Grêmio teve sucesso. Repetiu o 0 a 0 e conseguiu a vitória nas penalidades. Mas a ideia inicial não é repetir tal sofrimento.

- Temos que tirar a diferença como foi com o Santos, temos que tentar vencer o jogo sem ter aquele desespero, ansiedade de ir para os pênaltis. A gente espera vencer o jogo como foi contra o Santos, mas agora temos que ir um passo de cada vez. Não adianta fazer o segundo sem fazer o primeiro. A ansiedade de quere rmarcar de qualquer jeito. Buscar o gol. Depois de sair o primeiro, buscar o gol organizado. Sabemos que se tomar dificulta muito e fica ainda mais difícil. Tem que ter inteligência para jogar esse jogo - pediu o atacante Kleber

O Grêmio faz o último treinamento, com portões fechados, na tarde desta terça-feira, na Arena. O técnico Renato Gaúcho conta com o retorno do trio de atacantes Barcos, Kleber e Vargas na relação ao primeiro jogo da semifinal.