icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
01/07/2014
10:19

Uma das apostas da diretoria no primeiro semestre era a internacionalização das categorias de base. Um dos expoentes desta política, o zagueiro Canavésio, 21 anos, está de saída do Grêmio. O clube gaúcho está finalizando o empréstimo do defensor para o Sarmiento, da segunda divisão do Campeonato Argentino.

O destino de Canavésio ainda não está selado. Mas, por o zagueiro conhecer o treinador da equipe de Buenos Aires, tem preferência pela equipe, mesmo que na segunda divisão. O Atlético Rafaela e outro time da Série B também têm interesse em contar com o jogador.

A saída de Canavésio do clube era algo já pensado desde o Gauchão. O técnico Enderson MOreira queria que o defensor e outro jovem zagueiro, Rafael Thyere, ganhassem experiência. Por conta da cota de estrangeiros, Canavésio terá de tentar conquistar espaço longe do Tricolor, com o qual tem contrato até o final de 2016. O Avaí quase fechou sua contratação ainda em março.




O jogador nem poderia ser aproveitado, já que o Grêmio contratou Matías Rodriguez e fechou os cinco estrangeiros que a CBF permite em uma partida em competições nacionais. Por ser estrangeiro, a saída precisa respeitar a janela de transferências internacionais. Atualmente, o zagueiro está completando um período de férias na Argentina e deve continuar por lá. A ideia da diretoria é fechar a negociação nesta semana para que o gringo não precise retornar e já fique treinando no novo clube.

No início de 2013, o Tricolor iniciou um processo para buscar jovens estrangeiros que pudessem render dividendos ao clube no futuro. Dos três contratados, apenas Canavésio segue com contrato. O meia Cláudio Gaona retornou para a Argentina e o atacante Lucas Romano foi emprestado. Canavésio era quem reunia mais expectativas, por ter passagem pelo Parma, da Itália, mas não se destacou nas chances ganhas no Gauchão.