icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
15/12/2013
08:03

O Grêmio deu como prazo final a próxima terça-feira para que o técnico, seja Renato Gaúcho ou outro profissional no mercado, seja confirmado para a temporada de 2014. A negociação com o ídolo gremista não é fácil, mas ele é a primeira opção do presidente Fábio Koff. Na sequência, vem Enderson Moreira, que tem um acerto prévio com a diretoria e se desligou do Goiás neste sábado. A ideia é ter a resposta do treinador de 2013 para fechar a situação com o de 2014.

Enderson Moreira surge como opção ao ídolo tricolor e está próximo de ser anunciado. Está dentro da realidade pretendida para o próximo ano e tem muitos admiradores dentro da gestão, pelo trabalho feito e conceitos de futebol. O treinador deixou o Goiás após dois anos e foi procurado por equipes da Série A. Rui Costa, pela primeira vez, admitiu que o clube trabalha com mais de uma opção. Antes, o discurso era de que havia conversas apenas com Renato Gaúcho.

- Não estamos falando em nome nenhum. Entendo a tua pergunta, é jornalística. Estamos trabalhando para poder semana que vem anunciar talvez uma nova comissão ou a permanência do Renato. Na semana que vem o presidente provavelmente vai anunciar a comissão técnica. Enquanto isso, estamos trabalhando - disse o diretor-executivo Rui Costa ao LANCE!NEt.

Renato e os dirigentes tricolores já tiveram diversas conversas. Mas ainda não definiram a continuidade do trabalho após o vice-campeonato do Brasileirão. O presidente Fábio Koff contatou o treinador. Mas a realidade financeira gremistas coloca as partes em lados opostos: o técnico quer uma valorização no trabalho, pelos resultados atingidos. O mandatário quer pagar até R$ 300 mil e tem como mote reduzir os custos no próximo ano. Renato recebeu uma proposta do Qatar durante o Brasileirão, mas não abriu negociações.

- Não posso falar descartar (o acerto de Enderson) porque aí você vai dizer que tem uma possibilidade. A política nossa é não falar em nomes, já se falou em Tite, Celso Roth... Fizemos um contato com o Renato, depois seguramos durante o Brasileiro e o presidente voltou a falar com o Renato. Temos que resolver essa situação antes - destacou o dirigente.

O Grêmio já trabalha com algumas certezas para a próxima temporada. Por exemplo, as saídas de Dida e Vargas do clube. Outros, como Zé Roberto e Elano, podem trilhar o mesmo caminho, por conta da readequação financeira pensada pelo clube.