icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/07/2014
23:54

Souza foi o principal reforço do Santos durante a parada da Copa do Mundo. Campeão brasileiro pelo Cruzeiro, o volante chegou com moral no Peixe, mas só recebeu chance de ser titular na noite desta quinta-feira. O debute, no entanto, teve desfecho longe dos ideais do marcador: atuação apagada e derrota por 2 a 1 para o Londrina na Copa do Brasil.

- O jogo foi difícil e a gente sabia disso, porque o Londrina é muito bom aqui (Estádio do Café). Não temos entrosamento, mas tentamos. Saímos daqui com resultado ruim, mas para quem joga fora de casa ter feito um gol foi bom. Eu procurei jogar, claro que estou fora de ritmo, mas a gente vai pegando - projetou.

Já para o técnico Oswaldo de Oliveira, a atuação discreta de Souza tem outra explicação além da falta de ritmo do jogador. O comandante alvinegro reclamou das condições do gramado do Estádio do Café, principalmente para analisar o desempenho de Renato e Alan Santos, os outros volantes escalados para o jogo.

- Com o Souza a gente ainda vem trabalhando. A criação ficou difícil por causa do gramado. Quando Renato, Alan e Souza pegaram na bola, não conseguiram fazer o time andar como fazem naturalmente. Isso prejudica a equipe, até o time da casa. Em um campo melhor eles provavelmente fariam uma partida melhor. A gente lamenta pelo espetáculo - disse o treinador.

Ainda sem o ritmo ideal, Souza deve ter duas possibilidades de conquistar espaço no time titular do Santos. Além da disputa natural com Alison e Arouca na marcação, o ex-cruzeirense ainda pode ser aproveitado como armador. Segundo Oswaldo de Oliveira, a intenção é ter uma peça de reposição para o titular Lucas Lima.