icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/11/2013
09:32

A goleada sofrida para o Manchester City por 6 a 0 no último domingo deu início a um questionamento quanto à política de contratações do Tottenham para esta temporada. O diário "The Sun" aponta que o clube gastou 101 milhões de libras (R$ 375,8 milhões) em jogadores que deram pouco retorno.

Boa parte do investimento, segundo o diário, provém da venda do meia Bale para o Real Madrid. O galês era o principal jogador do clube londrino.

O "The Sun" aponta apenas o volante Paulinho como um acerto na hora de reforçar a equipe. Para as outras aquisições dos Spurs sobram críticas, como em relação ao atacante Soldado, que custou em torno de 30 milhões de euros (R$ 93,4 milhões), e os meias Eriksen e Lamela, que juntos saíram por 35 milhões de euros (R$ 109 milhões).

Além das más escolhas, o clima no vestiário não estaria sendo dos melhores para o técnico André Villas Boas. De acordo com o "Daily Mail", os jogadores não gostaram nada das declarações do português após a goleada em Manchester. Tudo porque Villas-Boas disse que os jogadores "deveriam sentir vergonha".