icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/03/2014
12:31

Em fase de testes até os Jogos do Rio-2016, a equipe esportiva do Brasil inicia mais um desafio, dessa vez, nos Jogos Sul-Americanos de Santigo e Viña del Mar, no Chile, entre os dias 7 e 18 de março. Quem "estreia" a competição, serão os ginastas brasileiros, com o treino de pódio desta quinta-feira.

Representando a equipe feminina, o Brasil terá: Jade Barbosa, Daniele Hypólito, Juliana Santos, Julie Kim, Letícia Costa e Lorrane dos Santos. Já do lado masculino, a lista é encabeçada pelo campeão olímpico e mundial, Arthur Zanetti e, além dele, conta com: Arthur Mariano, Francisco Barreto, Lucas Bitencourt, Péricles da Silva e Sérgio Sasaki.

A competição, para esses atletas, começa nesta quinta, com o treino de pódio, que define as notas de partida de cada atleta após a apresentação de uma série em frente aos juizes da modalidade. Valendo medalha, a ginástica artística terá quatro datas, entre os dias 8 e 11.

Nos outros esportes, o Brasil também será bem representado. Dentre os 490 atletas, teremos campeões pan-americanos, como Bruno Fratus (natação), mundiais, como Fabiana Murer (salto com vara), além dos medalhistas olímpicos, Thiago Pereira (natação), Alison e Emanuel (vôlei de praia), Yane Marques (pentatlo moderno) e Natália Falavigna (taekwondo).

Em Santiago, o Brasil competirá nas seguintes modalidades: atletismo, boliche, boxe, caratê, ciclismo BMX, ciclismo estrada, ciclismo mountain bike, ciclismo pista, esgrima, esqui aquático, futebol (feminino), futsal, ginástica artística, ginastica rítmica, golfe, hóquei na grama, judô, levantamento de peso, luta greco-romana, luta livre, nado sincronizado, natação, patinação artística, pentatlo moderno, rúgbi, saltos ornamentais, taekwondo, tênis, tênis de mesa, tiro com arco, tiro esportivo, vôlei (feminino) e vôlei de praia.

Os Jogos Sul-Americanos terão ainda uma sub-sede, em Viña del Mar. Na cidade, o Brasil será representado na canoagem velocidade, handebol (masculino e feminino), hipismo adestramento, hipismo saltos, maratona aquática, remo, triatlo e vela.

A proximidade com os Jogos do Rio-2016 fez com que muitos países optassem por levar os seus atletas de ponta para o Chile. Na última edição do evento, em Medellín (COL), em 2010, a Colômbia foi líder do quadro de medalhas, com 144 ouros. Já o Brasil, ficou na segunda colocação, com 133 ouros e 355 medalhas no total.
 
Na mesma edição, o Brasil teve como destaque os atletas Júlio Almeida (tiro) e Angélica Kviecynski, com seis medalhas de ouro, além de Joanna Maranhão e Daynara de Paula, na natação, que conquistaram cinco ouros e um bronze cada.