icons.title signature.placeholder João Vitor Xavier
22/11/2013
07:00

Ghiggia sobreviveu. Aos 86 anos e com um grave acidente de carro em seu "currículo", o carrasco do Brasil na Copa de 1950 sobreviveu para finalmente ver seu gol naquela final ser comemorado pela torcida uruguaia.

Antes da homenagem, ele falou com o LANCE!Net sobre uma variedade de assuntos. Admitiu não gostar tanto de futebol europeu, elogiou Neymar e Messi e se rendeu ao Brasil e ao futebol brasileiro, tendo se encantado com o calor do povo mesmo tendo marcado negativamente uma geração do país, pelo menos desportivamente:

- Se tratam assim a quem lhes fez mal, imagine como tratam a quem lhes faz bem? Depois do que fiz sou torcedor brasileiro - comentou o "carrasco" mais simpático do futebol mundial.

Leia a entrevista completa de Ghiggia no LANCE! Digital


E MAIS:
> Veja outras notícias do futebol internacional
> Uruguaios já provocam o Brasil com 'fantasma' de 50
> Lugano diz que vaga tira um peso de suas costas

L!TV:
> Maracanazo: Zagallo relembra frustração da Copa de 50