icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/07/2013
08:27

Durante sua estadia no Barcelona, Pep Guardiola subiu alguns dos grandes astros do atual time, à época apenas garotos desconhecidos da base. Nomes como Busquets e Pedro são titulares do Barça e da Espanha. Outros jogadores como Thiago, Bartra e Montoya já batem à porta dos titulares do time catalão. Agora no Bayern, o treinador espanhol tem a oportunidade de fazer o mesmo com as divisões de base dos bávaros.

Assim como quando assumiu o Barcelona, Guardiola vai encontrar no campeão europeu uma rica cultura de uso de atletas das divisões de base. Entre os principais jogadores do Bayern, nomes como Lahm, Müller, Schweinsteiger, Alaba e Kroos surgiram por lá.

Nos dois primeiros amistosos da temporada, ainda sem a presença de muitos titulares, o técnico espanhol usou vários jovens jogadores. O americano Julian Green, de apenas 18 anos, foi um dos destaques dos jogos, que também contaram com outros garotos, como Emre Can (19), Weihrauch (19), Hojbjerg (17) e Markoutz (18). Ao contrário do Barça, porém, os destaques da base bávara se dividem em nacionalidade. Além do americano Green, há dinamarqueses, turcos e até austríacos.

Lahm e Müller saíram da base bávara (Foto: Odd Andersen/AFP)

Contratações jovens
A estratégia de Guardiola no mercado também consiste em investir em jogadores jovens. O Bayern contratou o garoto Götze, do Dortmund (veja mais abaixo), além do zagueiro Kichhoff, ex-Mainz. Pep também quer o sul-coreano Min, de 21 anos.

Alguns atletas não decolaram
Quando estava no Barcelona, Guardiola subiu 19 jogadores para o time principal. Porém, nem todos conseguiram vingar. O zagueiro Muniesa, por exemplo, acertou ontem sua transferência para o Stoke. Jeffrén foi para o Sporting e também não conseguiu brilhar em Lisboa.

Outros acabam sofrendo com a forte concorrência. Thiago Alcântara, por exemplo, destaque na Eurocopa Sub-21 do mês passado, quando fez três gols na final contra a Itália, acaba jogando menos do que deseja. Os titulares de sua posição são Xavi e Iniesta, dois dos melhores jogadores do mundo e referências na seleção. Cuenca esteve emprestado na última temporada para o Ajax.

As novas joias
Emre Can (19 anos)
O apoiador é uma das principais promessas. De origem turca, destacouse no Mundial Sub-17 de 2011.

Weihrauch (19 anos)
Esteve em todas as seleções de base da Alemanha.

Hojbjerg (17 anos)
Comparado a Zidane, o dinamarquês já estreou pelo time profissional, mesmo tendo apenas 17 anos.

Green (18 anos)
O americano chamou a atenção de Guardiola nos primeiros amistosos.

Estrelas caseiras
Lahm
Considerado um dos melhores laterais do mundo, o capitão do Bayern esteve nas seleções das Copas de 2008 e 2012, e das Eurocopas de 2006 e 2010.

Schweinsteiger
Também um dos melhores do mundo, já jogou de atacante, apoiador, e agora é volante. É um dos líderes da seleção alemã, favorita para a Copa de 2014.

Müller
Surgiu de forma avassaladora. Ainda desconhecido mundialmente em 2010, foi o melhor jovem da Copa. Foi o artilheiro da última temporada.

Kroos
Começou como titular no lugar de Robben nesta temporada (até ter uma séria lesão). Com 23 anos, já tem uma Copa e uma Eurocopa no currículo.

Alaba
Único estrangeiro deste grupo, começou a se destacar em 2011 e acabou com as improvisações de Jupp Heynckes na lateral esquerda.

Durante sua estadia no Barcelona, Pep Guardiola subiu alguns dos grandes astros do atual time, à época apenas garotos desconhecidos da base. Nomes como Busquets e Pedro são titulares do Barça e da Espanha. Outros jogadores como Thiago, Bartra e Montoya já batem à porta dos titulares do time catalão. Agora no Bayern, o treinador espanhol tem a oportunidade de fazer o mesmo com as divisões de base dos bávaros.

Assim como quando assumiu o Barcelona, Guardiola vai encontrar no campeão europeu uma rica cultura de uso de atletas das divisões de base. Entre os principais jogadores do Bayern, nomes como Lahm, Müller, Schweinsteiger, Alaba e Kroos surgiram por lá.

Nos dois primeiros amistosos da temporada, ainda sem a presença de muitos titulares, o técnico espanhol usou vários jovens jogadores. O americano Julian Green, de apenas 18 anos, foi um dos destaques dos jogos, que também contaram com outros garotos, como Emre Can (19), Weihrauch (19), Hojbjerg (17) e Markoutz (18). Ao contrário do Barça, porém, os destaques da base bávara se dividem em nacionalidade. Além do americano Green, há dinamarqueses, turcos e até austríacos.

Lahm e Müller saíram da base bávara (Foto: Odd Andersen/AFP)

Contratações jovens
A estratégia de Guardiola no mercado também consiste em investir em jogadores jovens. O Bayern contratou o garoto Götze, do Dortmund (veja mais abaixo), além do zagueiro Kichhoff, ex-Mainz. Pep também quer o sul-coreano Min, de 21 anos.

Alguns atletas não decolaram
Quando estava no Barcelona, Guardiola subiu 19 jogadores para o time principal. Porém, nem todos conseguiram vingar. O zagueiro Muniesa, por exemplo, acertou ontem sua transferência para o Stoke. Jeffrén foi para o Sporting e também não conseguiu brilhar em Lisboa.

Outros acabam sofrendo com a forte concorrência. Thiago Alcântara, por exemplo, destaque na Eurocopa Sub-21 do mês passado, quando fez três gols na final contra a Itália, acaba jogando menos do que deseja. Os titulares de sua posição são Xavi e Iniesta, dois dos melhores jogadores do mundo e referências na seleção. Cuenca esteve emprestado na última temporada para o Ajax.

As novas joias
Emre Can (19 anos)
O apoiador é uma das principais promessas. De origem turca, destacouse no Mundial Sub-17 de 2011.

Weihrauch (19 anos)
Esteve em todas as seleções de base da Alemanha.

Hojbjerg (17 anos)
Comparado a Zidane, o dinamarquês já estreou pelo time profissional, mesmo tendo apenas 17 anos.

Green (18 anos)
O americano chamou a atenção de Guardiola nos primeiros amistosos.

Estrelas caseiras
Lahm
Considerado um dos melhores laterais do mundo, o capitão do Bayern esteve nas seleções das Copas de 2008 e 2012, e das Eurocopas de 2006 e 2010.

Schweinsteiger
Também um dos melhores do mundo, já jogou de atacante, apoiador, e agora é volante. É um dos líderes da seleção alemã, favorita para a Copa de 2014.

Müller
Surgiu de forma avassaladora. Ainda desconhecido mundialmente em 2010, foi o melhor jovem da Copa. Foi o artilheiro da última temporada.

Kroos
Começou como titular no lugar de Robben nesta temporada (até ter uma séria lesão). Com 23 anos, já tem uma Copa e uma Eurocopa no currículo.

Alaba
Único estrangeiro deste grupo, começou a se destacar em 2011 e acabou com as improvisações de Jupp Heynckes na lateral esquerda.