icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/07/2013
15:32

Desde que chegou ao Flamengo, no início do ano, Gabriel tem tido papel importante na criação do meio de campo do Rubro-Negro. Sob a batuta de Mano Menezes, o meia crê que aos poucos o time irá assimilar bem o trabalho do novo treinador. Gabriel afirmou ainda que para o time reagir na tabela, no Brasileiro, todos tem de entrar ligados, assim como o Brasil jogou diante da Espanha, na final da Copa das Confederações.

- Aos poucos a gente vai assimilando o que ele quer, nós precisamos ter a consciência tatica, cada um precisa fazer seu papel bem feito. Nós comentamos sobre o jogo entre Brasil e Espanha. O Brasil deu uma aula técnica e taticamente, além da vontadde que eles tiveram em campo. A equipe tem de entrar sempre disposta, ainda mais aqui no Flamengo, temos de estar sempre elétricos - comentou o jogador.

Com Jorginho no comando, os treinos eram mais intensos, porém, com menos tempo de atividade, o que agradava a maioria dos jogadores. O estilo de Mano Menezes é um pouco diferente.


Mano tem mostrado um estilo diferente de trabalho (Foto:Paulo Sergio/LANCE!Press)

- Os treinamentos do Mano duram pouco mais de tempo, tem muita cobrança e é um um treinador acostumado a vencer na carreira. Aprendemos muito com o Jorginho, estamos aprendendo também com o Mano, que sempre nos cobra muita seriedade no treino, pois não cansa de falar que são as coisas simples que decidem o futebol - concluiu.

O Rubro-Negro vai a campo neste sábado, às 18h30, diante do Coritiba, em Brasília, pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Flamengo ocupa a 14ª colocação na tabela.

Desde que chegou ao Flamengo, no início do ano, Gabriel tem tido papel importante na criação do meio de campo do Rubro-Negro. Sob a batuta de Mano Menezes, o meia crê que aos poucos o time irá assimilar bem o trabalho do novo treinador. Gabriel afirmou ainda que para o time reagir na tabela, no Brasileiro, todos tem de entrar ligados, assim como o Brasil jogou diante da Espanha, na final da Copa das Confederações.

- Aos poucos a gente vai assimilando o que ele quer, nós precisamos ter a consciência tatica, cada um precisa fazer seu papel bem feito. Nós comentamos sobre o jogo entre Brasil e Espanha. O Brasil deu uma aula técnica e taticamente, além da vontadde que eles tiveram em campo. A equipe tem de entrar sempre disposta, ainda mais aqui no Flamengo, temos de estar sempre elétricos - comentou o jogador.

Com Jorginho no comando, os treinos eram mais intensos, porém, com menos tempo de atividade, o que agradava a maioria dos jogadores. O estilo de Mano Menezes é um pouco diferente.


Mano tem mostrado um estilo diferente de trabalho (Foto:Paulo Sergio/LANCE!Press)

- Os treinamentos do Mano duram pouco mais de tempo, tem muita cobrança e é um um treinador acostumado a vencer na carreira. Aprendemos muito com o Jorginho, estamos aprendendo também com o Mano, que sempre nos cobra muita seriedade no treino, pois não cansa de falar que são as coisas simples que decidem o futebol - concluiu.

O Rubro-Negro vai a campo neste sábado, às 18h30, diante do Coritiba, em Brasília, pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Flamengo ocupa a 14ª colocação na tabela.