icons.title signature.placeholder Felipe Mendes, enviado especial*
icons.title signature.placeholder Felipe Mendes, enviado especial*
05/07/2013
13:23

Uma vitória e uma derrota. Esse foi o saldo do futebol brasileiro na primeira rodada da modalidade na Universíade de Kazan, na Rússia. Nesta sexta-feira, a Seleção Brasileira masculina derrotou o Peru, por 1 a 0, no Olymp Stadium. Artilheiro da edição anterior do evento, em 2011, na cidade chinesa de Shenzhen, com sete gols, Jeferson Berger foi o autor do gol da vitória, aos 22 minutos do segundo tempo.

- Sou abençoado em Universíade. Sempre marco - disse o jogador.

Mais do que o Peru, as grandes dificuldades que os brasileiros enfrentaram foram o sol forte e o gramado sintético. A partida foi disputada às 14h de Kazan e Jeferson precisou ser substituído por causa de bolhas no pé.

- A grama sintética estava baixa e o calor muito forte. Coloquei a chuteira na geladeira no intervalo. Se fosse mais tarde, teríamos feito um jogo muito melhor. Mas o importante foi sair com a vitória - afirmou o artilheiro.

Mas se o Brasil se deu bem no masculino o mesmo não aconteceu no feminino. Com uma equipe desentrosada, enfrentando uma Grã-Bretanha organizada, a Seleção acabou derrotada por 2 a 0, no Raketa Stadium. Os gols das britânicas foram marcados por Francesca Kirby.

A equipe feminina volta a campo no domingo para enfrentar a Estônia, às 20h (13h de Brasília). Já a Seleção masculina joga na segunda-feira, no mesmo horário, contra a França.

* O repórter viaja a convite da CBDU

Uma vitória e uma derrota. Esse foi o saldo do futebol brasileiro na primeira rodada da modalidade na Universíade de Kazan, na Rússia. Nesta sexta-feira, a Seleção Brasileira masculina derrotou o Peru, por 1 a 0, no Olymp Stadium. Artilheiro da edição anterior do evento, em 2011, na cidade chinesa de Shenzhen, com sete gols, Jeferson Berger foi o autor do gol da vitória, aos 22 minutos do segundo tempo.

- Sou abençoado em Universíade. Sempre marco - disse o jogador.

Mais do que o Peru, as grandes dificuldades que os brasileiros enfrentaram foram o sol forte e o gramado sintético. A partida foi disputada às 14h de Kazan e Jeferson precisou ser substituído por causa de bolhas no pé.

- A grama sintética estava baixa e o calor muito forte. Coloquei a chuteira na geladeira no intervalo. Se fosse mais tarde, teríamos feito um jogo muito melhor. Mas o importante foi sair com a vitória - afirmou o artilheiro.

Mas se o Brasil se deu bem no masculino o mesmo não aconteceu no feminino. Com uma equipe desentrosada, enfrentando uma Grã-Bretanha organizada, a Seleção acabou derrotada por 2 a 0, no Raketa Stadium. Os gols das britânicas foram marcados por Francesca Kirby.

A equipe feminina volta a campo no domingo para enfrentar a Estônia, às 20h (13h de Brasília). Já a Seleção masculina joga na segunda-feira, no mesmo horário, contra a França.

* O repórter viaja a convite da CBDU