icons.title signature.placeholder Igor Siqueira
03/03/2014
07:55

Fred não quer saber de dar espaço à desconfiança do torcedor em relação às condições em que ele chegará para ser o camisa 9 da Seleção Brasileira na Copa-2014. O atacante do Fluminense afirma que já está se dedicando de forma integral para não ser mais atacado pelas lesões e voltar à forma que o fez ser um dos destaques da Copa das Confederações-2013.

– Tenho feito a minha parte, me dedicando muito e me cuidando. Vai ser assim daqui em diante. Não vou dar brecha. Vou dar meu melhor no Fluminense na Seleção. Isso é que me faz feliz: gols. O torcedor vai ficar feliz e eu vou estar bem comigo. Tenho tranquilidade, porque sei que estou fazendo tudo certo. O trabalho não começou semana passada – afirmou o atacante, antes de embarcar para a África do Sul, onde o Brasil enfrenta a seleção local, quarta-feira, no último amistoso antes da convocação final para o Mundial.

Apesar de o técnico Luiz Felipe Scolari deixar sempre as portas abertas da equipe e ter dado dicas de que poderia testar outro centroavante, Fred contou que não estava pensando em ganhar mais um concorrente, além de Jô.

– Estava esperando só o meu nome. Estava desesperado. Estava louco para voltar a vestir a camisa da Seleção. Todo jogo pela Seleção é especial, ainda mais esse, sendo o último antes da convocação – completou.

Faltando pouco mais de 100 dias para a Copa, Fred faz uma análise positiva do que a Seleção construiu até aqui nessa segunda passagem de Felipão.

– A avaliação é boa. Sei que para se ganhar a Copa é preciso estar focado ao máximo. Temos uma coisa boa, que é conseguir trazer o torcedor para o nosso lado. Vamos jogar em casa e há a força de vontade do grupo – completou o atacante, que se junta nesta segunda aos “europeus” da lista.