icons.title signature.placeholder Murilo Dias
27/06/2014
18:45

A "coincidência" reinou no primeiro treino de Pablo Mouche pelo Palmeiras. Com 26 anos, o atacante argentino utilizou o número 14 nos treinos desta sexta-feira, no Hotel Bourbon, em Atibaia. A mesma camisa havia sido utilizada por Alan Kardec, agora atacante são-paulino.

Se de esperança para torcida ao desprezo foi o caminho de Kardec no Palmeiras, Mouche demonstrou que, com ele, as coisas serão diferentes. O argentino demonstrou muita dedicação nos seus primeiros toques na bola como palmeirense. Tímido e trocando poucas palavras com os companheiros, arriscou alguns chutes e atuou no time reserva de Gareca.

O Palmeiras, porém, afirma que a numeração do treino não é oficial, apesar da maioria dos jogadores atuarem com os números que jogam. A informação é de que Mouche utilizou o número 14 de forma aleatória. O clube diz que irá fazer uma reformulação nos números dos atletas e que as camisas de Pablo Mouche e Fernando Tobio serão reveladas apenas no dia da apresentação oficial, em São Paulo.