icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
13/11/2014
14:57

A tranquilidade da Cidade do Galo foi o refúgio de dois jogadores do Atlético antes da primeira partida da decisão da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, nessa quarta-feira. Mesmo com a extinção do regime de concentração dos atletas antes das partidas em Belo Horizonte, medida tomada pelo técnico Levir Culpi, Jemerson e Marion se encaminharam para o centro de treinamentos na terça-feira para focar exclusivamente no duelo contra o arquirrival e usar o silêncio do local para ter um bom descanso e uma boa alimentação antes do jogo.

- Resolvi ir para o CT porque estávamos às vésperas do duelo mais importante do ano para nossa equipe. Temos um lugar tranquilo e onde a gente tem quase tudo o que tem em casa, acho que foi essencial para que a gente descansasse e focasse completamente na partida contra o Cruzeiro. Não que a gente não faça isso normalmente, mas o hotel do clube é um lugar e onde a gente tem certeza de que vai ficar bem tranquilo e ainda tem a ‘resenha’ com o pessoal da base, onde tenho muitos amigos até hoje, que ajuda a distrair e passar o tempo. E o bom de ir para a Cidade do Galo – agora que não tem mais concentração em dia de jogo aqui em BH – é que não precisei dividir quarto com ninguém e não tinha jogador roncando no quarto do lado (risos). Consegui dormir bem, porque ainda tem ar condicionado e deu para espantar o calor que está fazendo aqui em BH - brincou Jemerson.

MAIS:
> Em sua quarta passagem pelo Galo, Levir completa 220 jogos com o clube
> Mesmo sem lotação máxima alcançada, clássico rende maior receita no Horto
> Levir exalta postura 'fora do normal' do Atlético-MG dentro de casa

- Estamos acostumados a vir para o CT. A gente morava lá quando estava na base, então é até uma maneira de reencontrar os nossos amigos que ainda moram no clube. Dessa vez, aproveitamos a importância desse jogo para a nossa equipe e fomos para já entrar no clima de decisão. E acho que deu resultado, pois descansamos bastante e ajudamos o time a conquistar um ótimo resultado nessa primeira partida, mesmo com um adversário tão difícil e maior rival do outro lado do campo - disse Marion.

Eleito um dos melhores do confronto da Arena Independência, o zagueiro Jemerson falou sobre o desempenho da equipe no duelo contra o arquirrival e pregou serenidade à equipe, já que ainda falta uma dura batalha pela taça da Copa do Brasil.

- Acho que fizemos uma grande partida. Erramos pouco e, quando tivemos oportunidades, conseguimos fazer os gols lá na frente. Mas, apesar da vantagem que a gente construiu no jogo do Independência, ainda não tem nada definido e precisaremos da mesma concentração e mesma aplicação na próxima partida. É hora de corrigir os erros, manter os pés no chão, pois sabemos da força do nosso adversário, e precisamos jogar com toda seriedade do mundo para trazer esse título inédito para o Atlético - falou.

Marion concluiu falando sobre os próximos passos do Galo, que ainda tem compromissos marcados pelo Campeonato Brasileiro antes da grande decisão.

- Claro que, com essa maratona de partidas, o time se desgasta bastante e mal tem tempo para descansar de um jogo para o outro. Ainda não sabemos como o professor Levir vai montar a equipe para domingo, mas é certo que a equipe precisa se focar nos jogos do Campeonato Brasileiro que temos pela frente antes da decisão, no dia 26. Temos confrontos difíceis contra o Figueirense, o Flamengo e o Internacional, dois deles dentro de casa, e precisamos aproveitar para somar o máximo de pontos possíveis nessas rodadas - finalizou o camisa 22, lembrando que o Galo luta pelo G4 da competição.

Atlético-MG e Cruzeiro voltam a se enfrentar agora no Mineirão, no próximo dia 26. O Galo pode perder por um gol de diferença ou até por dois, desde que marque um, que fica com o título.