icons.title signature.placeholder Walace Borges
01/04/2014
07:04

Não há estranheza para o Flamengo no Equador, pelo menos por enquanto. Ao contrário de La Paz, onde o time sofreu no duelo contra o Bolívar (BOL), o Rubro-Negro encontrou um clima e uma cidade bem mais amistosa no desembarque desta segunda-feira. Além dos 35 graus na cidade equatoriana que também fica no nível no mar, Hernane e companhia terão de enfrentar fatores que já conhecem bastante do Brasil.

Um trânsito caótico, uma cidade em obras e que vive um momento de tensão entre bandidos e polícia. Essa poderia ser a descrição do Rio de Janeiro, mas não é. Além destes fatores, cujos quais não são dos mais animadores, Guayaquil tem uma paixão incrível pelo futebol e, consequentemente, admira o Flamengo. Prova disso foi que no Aeroporto José Joaquin Olmedo puderam ser vistos vários torcedores do Rubro-Negro que foram dar apoio ao time.

E MAIS
- Decisões do Carioca são a cartada final para aumentar média de público
- Flamenguista de Florianópolis vira símbolo de campanha do time na Liberta

L!TV:
- Espião na área! Flamenguista acompanha treino do Vasco

- A torcida do Flamengo é isso. Se faz presente em todo e qualquer lugar. É fácil lotar estádio e vir no aeroporto quando está vencendo, mas não vivemos a melhor fase do mundo e ela está aí. Isso pode ser o que nos faltava - afirmou o goleiro Felipe, que teve o coro reforçado por Samir:

Goleiro Felipe foi um dos mais animados no desembarque (FOTO: Alexandre Vidal - Fla Imagem)

- Difícil dizer. A torcida do Flamengo me surpreende todos os dias. Me deram força depois do erro e agora está aqui de novo. O time não se sente só nunca, a verdade é essa. Tenho certeza que terá muita gente no estádio e vamos tentar a vitória.

O Flamengo que aproveite os momentos de paz e apoio. Isso porque nesta quarta-feira, a partir das 22h (horário de Brasília), terá de enfrentar um verdadeiro caldeirão no George Capwell. Se a torcida já empurrou o time de Jayme de Almeida em 2013, porque não fazer isso de novo?

Flamengo chega ao Equador e é recebido pela torcida