icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes
01/11/2013
09:03

A logística do departamento de futebol do Flamengo para o primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil, com o intuito de amenizar o desgaste dos jogadores, sofreu interferências externas e foi brecada pelo financeiro.

O planejamento era fretar um avião de Fortaleza para Goiânia, em função da inexistência de voo da capital cearense para a cidade goiana no domingo, onde o grupo esteve para enfrentar a Portuguesa, pelo Brasileirão.

Ainda no fim de semana, o diretor financeiro, Paulo Dutra, reprovou a ideia, alegando que isso demandaria um alto custo.

E MAIS
> Flamengo não perderá mando de campo por sinalizador em Goiás
> Paulinho é o mais assediado em desembarque do Flamengo
> Valdivia admite sondagem do Flamengo, mas avisa: 'Ano que vem é Palmeiras'

Tal ponderação gerou certa insatisfação por parte do departamento de futebol, que lembrou a importância da partida para o Flamengo. O técnico Jayme de Almeida já priorizou a Copa do Brasil, mesmo diante do fato de o time ainda não ter garantido matematicamente a permanência na Série A.

Não é a primeira vez que Paulo Dutra se torna alvo de críticas internas dentro do clube. O executivo, recentemente, ignorou as reclamações do grupo em relação ao atraso dos direitos de imagem, lembrando que a prioridade era o pagamento dos impostos.

Em função da ordem do departamento financeiro, os jogadores do Flamengo, então, retornaram para o Rio de Janeiro no fim da noite de segunda-feira, treinaram à tarde na terça, na Gávea e, em seguida, viajaram a Goiânia.

Deslocamentos que causaram desgaste

Maratona
O Flamengo deixou o Rio de Janeiro no último sábado no início da tarde e viajou 2.190 quilômetros até Fortaleza. A equipe enfrentou a Portuguesa no domingo à tarde e retornou à capital carioca somente na segunda à noite, percorrendo mais 2.190 quilômetros.

Novo compromisso
Sem completar 24 horas no Rio de Janeiro, a equipe treinou na terça-feira pela manhã na Gávea e de lá seguiu diretamente para o aeroporto. A delegação viajou mais 937 quilômetros até Goiânia, onde enfrentou o Goiás na quarta, no Serra Dourada, e retornou na quinta no fim do dia.

Descanso
O Flamengo terá uma sequência de três partidas no Rio nos próximos sete dias. No domingo, a equipe enfrentará o Fluminense, pelo Brasileiro. Na quarta-feira, será a vez de pegar o Goiás no jogo de volta da Copa do Brasil. E, no outro sábado, novamente os goianos, mas pelo Brasileirão.