icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/11/2013
18:53

O técnico Vagner Mancini resolveu entrar em campo neste domingo, na Arena Joinville, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, contra o já rebaixado Náutico, com força total, e acabou saindo com uma boa goleada por 6 a 1 e a vice-liderança do torneio, aproveitando-se dos tropeços de Goiás, e está com os mesmos 61 pontos do Grêmio, que empatou com a Ponte Preta em Campinas.

O Furacão ainda abriu quatro pontos em relação ao Botafogo, que está com 57 no Brasileirão. O clube carioca ainda joga nesta rodada, enfrenta o São Paulo no Morumbi.

Esta foi a maior goleada desta edição do Campeonato Brasileiro, ao lado de Cruzeiro 5x0 Goiás, na primeira rodada, e Atlético-MG 5x0 Náutico, na partida em que rebaixo o Timbu.

O JOGO
A partida começou equilibrada, e o Náutico até levou perigo com Bruno Collaço e Tiago Real, mas o Atlético-PR jogou naquele estilo "quando quiser, resolvo", e fez dois gols em dois minutos. O primeiro saiu com Zezinho, após boa jogada de Everton pela esquerda, e ele aproveitou de cabeça. Na sequência , Marcelo roubou a bola, tocou para Ederson, que achou Paulo Baier, que aproveitou para marcar.

O primeiro tempo continuou no mesmo ritmo, com o Náutico tentando reagir, e fez Weverton trabalhar em um bom lance de Alison, mas o gol não saiu.


SEGUNDO TEMPO
A reação parecia que iria vir na etapa final. Maikon Leite entrou logo no intervalo e foi fundamental para o gol do Náutico. Recebeu bola de Rogério, chutou na trave, e Tiago Real aproveitou o rebote.

Mas o Atlético-PR voltou a "ligar o botão" e fez quatro gols em 19 minutos, sendo dois deles de Felipe, e bem bonitos. No primeiro, recebeu da entrada da área, deu um bonito drible e arriscou. Tirou de Ricardo Berna e entrou. Depois Paulo Baier invadiu, e foi derrubado por Gustavo Henrique, pênalti bem marcado, e Ederson, que corre atrás da artilharia do Brasileirão, bateu e marcou.

Na sequência, o gol mais bonito do dia. Ederson tocou bonito para Paulo Baier, que ajeitou de peito para Felipe completar para o gol. Foi o último ato do experiente jogador, que saiu ovacionado pela torcida. Ainda houve tempo para Cleberson aproveitar bola na área e fazer o sexto.

PRÓXIMOS JOGOS
Na próxima rodada o Furacão enfrenta o Santos fora de casa e encerra a sua participação no Campeonato Brasileiro contra o Vasco, novamente na Arena Joinville. Mas antes, o Atlético-PR tem a final da Copa do Brasil na quarta-feira, contra o Flamengo, no Maracanã. Na ida, empate em 1 a 1 na Vila Capanema.


FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 6 X 1 NÁUTICO

Local: Arena Joinville, em Joinville (SC)
Data-Hora: 24/11/2013 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Arílson Bispo da Anunciação (BA)
Auxiliares: Luiz Carlos Silva Teixeira (BA) e Eberval Lodetti (SC)
Renda/Público: Não divulgados.
Cartões amarelos:  William Alves (NAU), Maranhão (NAU), Gustavo Henrique (NAU), Diego (NAU), Luiz Alberto (CAP)
Cartões vermelhos: Não houve

Gols: Zezinho (26'/1ºT), Paulo Baier (27'/1ºT), Tiago Real (1'/2ºT), Felipe (7'/2ºT), Ederson (15'/2ºT), Felipe (19'/2ºT), Cleberson (26'/2ºT)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Juninho, Manoel, Luiz Alberto (Cleberson, 20'/2ºT) e Zezinho; Deivid, Felipe, Everton e Paulo Baier (Bruno Silva, 20'/2ºT); Marcelo e Ederson (Roger, 24'/2ºT) – Técnico: Vagner Mancini.

NÁUTICO: Ricardo Berna; Diego, Alison e William Alves (Maikon Leite, intervalo); Maranhão, Elicarlos, Martinez, Gustavo Henrique, Tiago Real e Bruno Collaço; Rogério (Dadá, 20'/2ºT) – Técnico: Marcelo Martelotte.