icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/11/2014
10:53

Após ser suspenso pela Uefa por declarações racistas, o presidente da Federação Italiana, Carlo Tavecchio, viu sua punição ser estendida para o âmbito mundial com a Fifa respaldando a entidade continental. A organização europeia havia impedido o dirigente italiano de ser eleito para qualquer cargo em nível continental por seis meses. A medida agora é mundial pelo mesmo período.

Antes de ser eleito presidente da FIGC, Tavecchio deu uma infeliz declaração que, mesmo assim, não foi o suficiente para tirar-lhe a vitória no pleito, conseguida tranquilamente após escândalos no futebol italiano.

 - Na Inglaterra, as autoridades verificam tudo sobre um jogador antes de ele chegar. Aqui, chega um africano qualquer que antes comia bananas e do nada ele vira titular da Lazio - disse, na ocasião, referindo-se ao jovem Joseph Minala, de 18 anos, que chegou a ter sua idade duvidada por conta da aparência de mais velho.