icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/11/2013
16:03

Há quase dois anos à frente do comando do time do Botafogo, Oswaldo de Oliveira está com o seu contrato para se encerrar no fim de dezembro. Clube e treinador já demonstraram interesse em estender o vínculo por mais uma temporada. No entanto, o que pode definir a permanência ou a saída do treinador será a conquista da vaga na Copa Libertadores.

Desde de 1996 sem disputar o torneio sul-americano, há anos a competição é o grande sonho de todos no clube e entre os torcedores. Se a renovação de contrato ainda não é dada como certa por ambas as partes, entre o grupo de jogadores, o desejo pela permanência do comandante é quase uma unanimidade. Para o capitão Jefferson, os jogadores têm que se dedicar e garantir logo a vaga na Libertadores, já que desejam que Oswaldo fique.

- Os jogadores mantêm o treinador com resultados. Por mais que tenhamos carinho e simpatia (por Oswaldo), precisamos vencer. Se queremos mantê-lo mesmo conosco ano que vem, temos que correr atrás e mostrar resultado em campo. Com a classificação para a Libertadores, a chance dele ficar será grande - disse Jefferson.

Segundo o volante Marcelo Mattos, o senso de justiça é o que Oswaldo tem de melhor no trato com os jogadores. Segundo ele, apesar de uma parte da torcida ter vaiado o técnico recentemente, o elenco sabe da qualidade que o seu comandante tem.

- Oswaldo é um excelente treinador e pessoa. Tratamos o Oswaldo como um treinador justo. Quem estiver fazendo o seu melhor, ele vai colocar para jogar. Por isso, todos os jogadores têm um respeito enorme. A torcida faz a cobrança quando o resultado não vem, mas sabemos que estamos ao lado de um grande treinador - afirmou Marcelo, na quinta-feira.