icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/12/2013
10:41

Dida, Vargas e Renato Gaúcho não renovaram com o Grêmio para 2014, muito pelos altos salários. Elano, alvo do Palmeiras e com contrato até o fim de 2014, e Zé Roberto podem seguir o mesmo caminho do trio. A situação do segundo, que terminou a temporada como titular, pode ser definida nos próximos dias. Esse é o objetivo da diretoria tricolor, assim como garantiu o presidente Fábio Koff.

Como o Grêmio se classificou para a Libertadores de 2014, a renovação automática do apoiador com o Grêmio por mais seis meses seria um caminho natural - existe essa cláusula no contrato do camisa 10. Só que o clube busca cortar gastos, o que ficou claro ao não investir nas renovações de Dida e Renato, por exemplo. Como é dono de um dos maiores salários do elenco, Zé pode ter que aceitar uma redução nos seus vencimentos para continuar no clube.

- Vamos nos reunir com o Zé Roberto nos próximos dias para definirmos isso. Vamos conversar com ele - disse Koff sobre o jogador, que curte férias nos Estados Unidos no momento, ao LANCE!Net.

Zé Roberto era, ao lado de Elano, intocável com Vanderlei Luxemburgo e chegou a permanecer entre os 11 após a chegada de Renato Gaúcho, mas se lesionou na sequência e viu o Grêmio chegar ao G4 do Campeonato Brasileiro com um esquema de três zagueiros e três volantes. Retornou de lesão, teve de amargar o banco de reservas e só voltou a ser titular na reta final da temporada, quando Renato passou a escalar o time com três atacantes e um articulador no meio.

Zé fechou a temporada com 42 partidas e dez gols, sendo o vice-artilheiro do time - Barcos marcou 14 vezes. Em 2012, foram 33 jogos em apenas cinco meses de clube.