icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/03/2014
15:02

O paratleta Fernando Aranha, de 35 anos, voltará a competir nos Jogos Paralímpicos de Sochi, nesta quarta-feira, às 10h (3h de Brasília). Desta vez, ele irá competir na prova de sprint 1km do esqui cross-country. No último domingo, ele ficou na 15ª colocação, entre 21 competidores, na prova de 15km.

- Na prova de sprint, consegui meus melhores resultados, mas ela é muito mais difícil. É a mais difícil das três que competirei aqui em Sochi. É muito técnica. E, como percorremos o trajeto por pouco tempo, não podemos errar. Não dá para consertar um erro, uma queda. Se eu escorregar por um segundo, não passo para a semifinal. Mas vou dar o meu melhor, como sempre - falou Aranha.

Se ficar entre os 12 melhores na prova, Aranha vai para a semifinal, marcada para as 12h30 (5h30 do Brasil). O percurso da prova tem 823m de extensão.

O esqui cross-country é aberto a atletas com deficiências físicas e visuais. Dependendo da limitação física, o atleta pode usar um sit-ski (uma cadeira equipada com um par de esquis), caso de Aranha. Atletas com deficiência visual competem com um atleta-guia. As provas são divididas em distâncias curtas, médias, longas e revezamento por equipe.

Vale lembrar que esta é a primeira participação do Brasil em uma Paralimpíada de Inverno. Além de Aranha, que também competirá na prova de 10km no dia 16, o Brasil terá André Cintra na disputa do snowboard.