icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes, Maurício Oliveira e Thiago Salata
24/06/2014
10:04

Luiz Felipe Scolari reconhece que o Brasil ainda não atingiu o mesmo desempenho obtido na Copa das Confederações em 2013. No momento em que vê o time ainda em estágio de evolução, o técnico não admite erros a partir do confronto diante do Chile, no sábado, para vislumbrar um lugar na final do Mundial.

- Não dá mais para ter tropeço, não dá para conceder chances ao adversário. Vamos precisar de postura bem equilibrada porque, às vezes, é jogo de um gol só. É isso que vamos tentar fazer diferente - comentou.

O técnico baseou a conclusão a partir da performance na vitória sobre Camarões. Felipão ainda vê os seus comandados demonstrarem ansiedade em momentos de definição da partida e também quando é preciso ter mais cadência.

Que venha o Chile! Brasileiros confiam em Seleção e mandam recado

- Tivemos duas ou três jogadas em que poderíamos ter feito o gol. Depois que fizemos o gol, ficamos ansiosos. Calma, não precisa mostrar mais a todo momento. Marcamos por pressão, aliviamos um pouco, perdemos algumas jogadas e a ansiedade aumentou, mas no geral acho que o time evoluiu - disse o técnico.

A despeito das ressalvas, o comandante do Brasil ficou satisfeito com o que o time mostrou nos três jogos disputados na primeira fase pelo Grupo A.

- Nós iniciamos a nossa fase de classificação em um nível inferior, mas fomos melhorando e não tivemos problema de lesão nem no trabalho. Pudemos ainda acrescentar sempre um algo mais à equipe - ponderou.

O Brasil pegará o Chile, sábado, às 13h, em Belo Horizonte.