icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes e Maurício Oliveira
02/06/2014
18:18

Felipão não aguenta mais esperar a estreia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo. Em entrevista coletiva neste segunda-feira, véspera do amistoso contra o Panamá, o técnico afirmou que o ideal seria ter mais dias para treinar, mas que a ansiedade já lhe incomoda.

– No meu íntimo também quero que comece logo. Vai ou racha e acabou! É isso o que estou vivendo neste momento – afirmou o técnico.

A Seleção começou a se preparar na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), há uma semana, no último dia 25 de maio. Até o dia 12 de junho, data do jogo contra a Croácia, serão mais nove dias de treinos, totalizando 16. Para ele, é insuficiente para realizar um bom trabalho de preparação. Para a Copa do Japão e da Ásia, por exemplo, foram 21 dias.

– Tivemos 16 dias desta vez, não é o ideal. Na Copa anterior, do Japão e da Coreia, foram 21 dias. Cinco dias fazem muita diferença porque você pode fazer três ciclos completos de trabalho (uma semana cada) bem feitos. Em 2002, passamos na Catalunha, depois na Malásia, até irmos para a Copa. Agora, temos de acelerar os trabalhos para fazer tudo o que precisamos – explicou Felipão.