icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
27/02/2015
17:07

Foi uma verdadeira aula tática e técnica de tênis a apresentada pelo suíço Roger Federer, vice-líder do ranking da ATP, ao jovem croata Borna Coric, 84º, de apenas 18 anos, que entrou na chave como lucky-loser e bateu até Andy Murray.


Foram apenas 56 minutos em quadra para que o jovem talentoso Borna Coric fosse eliminado pelo placar de 6/2 6/1, tendo tido pouco aproveitamento de seu primeiro serviço  vencendo 48% contra 78% do suíço, que firme em quadra converteu três aces contra dois do croata, que bateu quatro bolas vencedoras contra 20 de Federer, que cometeu 25 erros não-forçados contra 22 de Coric.

Em um jogo cercado por expectativa, principalmente pela performance apresentada por Coric ante a Andy Murray na partida de quartas de final, Federer entrou em quadra com a tática de sacar com muita variação e buscando movimentar o rival. Chamando Coric à rede, o suíço conquistou sua primeira quebra na partida no segundo game, abriu 3/0 e viu o rival esboçar uma reação confirmando saque e devolvendo a quebra de zero com quatro excelentes devoluções.

 

A reação de Coric parou por aí, o suíço manteve o plano e contou com a não-resposta do adversário e seu baixo rendimento ao saque para conquistar nova quebra no sexto game e uma derradeira para finalizar a primeira parcial.

 

Com o jogo controlado, Federer repetiu a tática, abriu novamente 3/0 com uma quebra e viu o croata tentar uma reação sem sucesso. Com muita dificuldade Coric confirmou seu saque no quarto game, tentou colocar a bola pra andar em disputas da linha de base, mas cometeu erros, foi quebrado novamente e viu o adversário sacar para a final.

 

Na final Federer enfrenta o sérvio Novak Djokovic, primeiro do ranking, que derrotou o tcheco Tomas Berdych, oitavo, por 6/0 5/7 6/4. 

 

Os dois disputam a 37ª partida entre eles. Federer lidera por 19 a 17 tendo ganho a última em Xangai, na Chibna, em 2014. Os dois disputariam a decisão do ATP Finals em novembro passado, mas Roger abandonou com dores nas costas. Federer buscará o hepta e Djoko o hexa no evento árabe.