icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/07/2014
16:38

Após o término do Grand Slam de Tyumen, na Rússia, a IJF (Federação Internacional de Judô) divulgou uma atualização no seu ranking, com dois brasileiros liderando suas categorias e quatro vice-líderes.

Na Rússia, o Brasil conquistou um bom resultado, com dez medalhas, sendo cinco de ouro, duas de prata e três de bronze. Esta é a última atualização antes da convocação dos atletas da Seleção Brasileira que disputará o Campeonato Mundial, em Chelyabinsk, na Rússia. A convocação acontece nesta quarta-feira.

De acordo com as novas regras para o ciclo olímpico Rio 2016, cada país pode levar, no máximo, nove atletas de cada gênero e até dois em uma mesma categoria. A gestão de alto rendimento da CBJ (Confederação Brasileira de Judô) divulgou que irá levar o máximo de atletas possível.

Hoje, o Brasil teria 11 atletas entre os cabeças-de-chave do Mundial. Charles Chibana (66kg) e Rafael Silva (+100kg) lideram as suas categorias. Enquanto Sarah Menezes (48kg), Érika Miranda (52kg), Rafaela Silva (57kg) e Maria Suelen Altheman (+78kg) estão em segundo.

Mayra Aguiar é a terceira no meio-pesado (78kg), mesma posição de Victor Penalber no meio-médio (81kg). Felipe Kitadai é o quarto entre os ligeiros (60kg) e, fechando a lista, Alex Pombo é o sexto entre os leves (73kg).

No médio masculino, Tiago Camilo é o melhor brasileiro, na décima colocação. Luciano Corrêa, é o brasileiro mais bem colocado no meio pesado, em 9º. Já Mariana Barros é a 12ª colocada no meio-médio, enquanto no peso médio feminino, Bárbara Timo é a 21ª.