icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/07/2013
11:26

A passagem de Messi pelos Estados Unidos não vai ser lembrada com muito carinho pelos fãs que estiveram presentes ao amistoso beneficente em Chicago, com dinheiro revertido para a UNICEF. Dezenas de torcedores que pagaram mais de 3 mil dólares (cerca de R$ 6,8 mil) por um ingresso VIP que dava direito a conhecer pessoalmente o argentino, sentiram-se lesados. Por conta disso, eles estão pedindo a quantia de volta.

Messi não recebeu os donos dos ingressos, e também não participou das outras cerimônias referentes ao jogo. Ele ficou menos de 70 minutos em campo e partiu para as suas férias em Ibiza.

Mas a reclamação vai ainda além. No anúncio do jogo, era dito que mais de 30 estrelas que deverão estar na Copa do Mundo estariam em campo. Mas os únicos profissionais que estiveram foram, além de Messi, Mascherano, Aimar, Osvaldo e Ortega (este já aposentado).

- A passagem de Messi nos Estados Unidos causou mais danos à sua reputação do que o dinheiro angariado - publica o "Los Angeles Times".

Além do fiasco em Chicago, outra reclamação ficou por conta de um jogo em Los Angeles, cidade do jornal que o criticou mais duramente. Ele cancelou a partida por sentir-se enganado pelos organizadores.

A passagem de Messi pelos Estados Unidos não vai ser lembrada com muito carinho pelos fãs que estiveram presentes ao amistoso beneficente em Chicago, com dinheiro revertido para a UNICEF. Dezenas de torcedores que pagaram mais de 3 mil dólares (cerca de R$ 6,8 mil) por um ingresso VIP que dava direito a conhecer pessoalmente o argentino, sentiram-se lesados. Por conta disso, eles estão pedindo a quantia de volta.

Messi não recebeu os donos dos ingressos, e também não participou das outras cerimônias referentes ao jogo. Ele ficou menos de 70 minutos em campo e partiu para as suas férias em Ibiza.

Mas a reclamação vai ainda além. No anúncio do jogo, era dito que mais de 30 estrelas que deverão estar na Copa do Mundo estariam em campo. Mas os únicos profissionais que estiveram foram, além de Messi, Mascherano, Aimar, Osvaldo e Ortega (este já aposentado).

- A passagem de Messi nos Estados Unidos causou mais danos à sua reputação do que o dinheiro angariado - publica o "Los Angeles Times".

Além do fiasco em Chicago, outra reclamação ficou por conta de um jogo em Los Angeles, cidade do jornal que o criticou mais duramente. Ele cancelou a partida por sentir-se enganado pelos organizadores.