icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
23/02/2015
22:41

O estigma da Arena no Gauchão continua a rondar o Grêmio. Sem vencer em 2015 no estádio desde o triunfo sobre o União Frederiquense no adeus de Barcos, a equipe de Luiz Felipe Scolari acumulou seu terceiro tropeço consecutivo, nesta segunda-feira, com um amargo empate em 0 a 0 com o Juventude. Mesmo com a volta de Giuliano e a evolução no segundo tempo na partida que encerrou a 7ª rodada, o Imortal novamente mostrou suas limitações à torcida e se viu constantemente ameaçado pela equipe da Serra Gaúcha no início de partida.

Apesar do tropeço, os gremistas subiram para a oitava colocação e estão na zona de classificação para as quartas de final, com dez pontos. Já o Juventude está em sétimo, com 11 pontos.

ETAPA INICIAL PRIMA PELO EQUILÍBRIO

Tendo como novidade a entrada de Marcelo Hermes improvisado como meia, o Grêmio iniciou a partida com muitas dificuldades na criação de jogadas. Com Douglas apático e a dupla Pedro Rocha e Everaldo errando muitos passes, a equipe viu o Juventude se impor na defesa e, em contra-ataques, causar calafrios aos torcedores na Arena.

Logo aos nove, Zulu aproveitou falhas de Fellipe Bastos e Erazo e arriscou de fora da área, obrigando Marcelo Grohe a espalmar. O camisa 9 voltou a ameaçar aos 19, em finalização rasteira novamente salva por Marcelo Grohe. Em seguida, Alan Schols desviou cobrança de escanteio de cabeça, e Galhardo salvou em cima da linha.

LEIA MAIS
> Confira em Tempo Real como foi o duelo na Arena
> Reunião nesta terça definirá logística e operação do Gre-Nal



Aos poucos, o Imortal cresceu em campo e começou a criar jogadas. Porém, a equipe ameaçou poucas vezes. Aos 24, Marcelo Hermes foi lançado na esquerda e encheu o pé, para o camisa 1 defender. A maior esperança de gol da torcida gremista viria aos 38. Everaldo entrou na área e levou a melhor após dividida com Aírton. Porém, na hora do atacante concluir, Douglão rechaçou e manteve o placar zerado.

GRÊMIO BOMBARDEIA, MAS NÃO CONSEGUE VITÓRIA

Ao promover a estreia do meia Giuliano em 2015, Felipão fez o Grêmio mudar de cara na volta do intervalo. Logo aos dois minutos, o camisa 16, que estava fora dos gramados desde o fim de 2014, iniciou a jogada na qual Everaldo encheu o pé e a bola raspou no travessão. Era o prenúncio de um bombardeio que a equipe faria ao goleiro Aírton.

Quatro minutos depois, Douglas cobrou falta no ângulo e o camisa 1 foi buscar. Em seguida, Everaldo conseguiu se sobressair a Aírton, mas Pereira salvou. Everaldo ainda arriscou nova finalização, mas novamente esbarrou no paredão. O Grêmio lançou-se desesperadamente à frente, mas, atabalhoado, via o bloqueio da equipe de Caxias do Sul se impor.

Após ser pressionado durante boa parte do segundo tempo, o Juventude voltou a ameaçar na reta final da partida. Hélder arriscou de longe, e Marcelo Grohe espalmou. Em seguida, foi a vez de Duda bater de fora da área. Grohe deu rebote e, com o gol vazio, desperdiçou aos 44.

Nos acréscimos, a equipe de Luiz Felipe Scolari viu a última chance quando Galhardo lançou Everton. Porém, na grande área, o atacante furou bisonhamente. E, sob vaias da torcida, o Imortal saiu de campo mantendo o jejum de vitórias na Arena.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 0x0 JUVENTUDE

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Diego Real (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Antônio Albornoz (RS)
Cartões amarelos: Vacaria, Aírton, Jardel, Pereira e Wallacer (JUV)

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Galhardo, Erazo, Rhodolfo e Júnior; Araújo, Fellipe Bastos, Douglas (Lucas Coelho, 32/2ºt) e Marcelo Hermes (Giuliano, intervalo); Pedro Rocha (Everton, 17/2ºT) e Everaldo. Técnico: Luiz Felipe Scolari

JUVENTUDE: Airton; Douglão, Pereira e Héverton; Hélder, Vacaria (Dema, 38/2ºT), Alan Schols (Lucas, 9/2ºT), Jardel, Itaqui (Duda, 18/2ºT) e Wallacer; Zulu. Técnico: Picoli